<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Giphy

Não procrastinar! Essa é a principal dica que Andrea Gilad, personal organizer parceira da Ordene, traz para quem deseja conquistar um closet organizado.

<span class=”hidden”>–</span>Ordene/Casa.com.br

“É o tipo de tarefa que as pessoas vão deixando pra depois e quando se dá conta a desorganização está instalada. Se existir uma manutenção periódica, a tarefa será concluída em pouco tempo. Caso contrário, o espaço vira um verdadeiro caos e fica difícil encontrar as coisas no dia a dia”, conta.

Para quem não aguenta mais levar um susto cada vez que entra no closet ou abre o armário, Andrea reuniu 4 passos que vão ajudar em uma organização prática, rápida e funcional. Dá uma olhada!

Fica ou descarta

Armário; como arrumar armário; roupas

“Antes de iniciar a arrumação, pare em frente ao closet, avalie os itens e responda de maneira sincera: Ainda uso essa roupa ou acessório? A resposta definirá se a peça deve ficar no armário ou não”, comenta a parceira da Ordene.

De acordo com a profissional, o ideal é não tirar tudo de uma vez, já que existem peças que, às vezes, estão em desuso por precisar de pequenos reparos, como trocar um botão, colocar um zíper que quebrou, costurar um pequeno rasgo ou tirar uma mancha que sai na lavagem.

Projeto de PB Arquitetura.Henrique Ribeiro/Casa.com.br

“Muitas vezes deixamos uma roupa ‘parada’ porque não fazemos a manutenção necessária. A organização é importante para olhar com clareza essas peças que ficaram de lado, mas que ainda possuem potencial de uso”, comenta.

Mas, aquelas que não são usadas há anos ou não servem mais, devem ser passadas para quem fará melhor uso. “É o tipo de roupa que sabemos que nunca mais vamos usar. Então para que deixá-las ocupando um espaço que pode ser mais bem aproveitado?”, questiona Andrea.

Categorize o armário

Definido o que volta para o closet e o que vai embora, é hora de saber o que ficará pendurado e o que irá para gavetas e caixas. “Se há espaço para pendurar, ótimo! Isso dará maior visibilidade. Senão, pendure apenas roupas que amaçam com maior facilidade e deixe o restante para gavetas e organizadores”, comenta a personal organizer.

<span class=”hidden”>–</span>Ordene/Casa.com.br

Uma dica da profissional é utilizar cabides específicos para itens pequenos, como gravatas e cintos. “Quem tem itens de uso diário, como cintos e gravatas, deixá-los em cabides específicos para esta finalidade é algo que ajuda na escolha no dia a dia”.

Já peças como calças jeans, lenços e camisetas podem, sem problema algum, serem dobradas. “Se não há gavetas para armazenar tudo, uma dica é utilizar caixas que podem ser armazenadas dentro do armário e em cantos do closet”, comenta Andrea. Outra dica da profissional é o uso de divisórias para organizar/empilhar camisetas, assim como prateleiras dobráveis que ajudam na economia de espaço.

Quanto à roupa íntima, como meias, lingeries, cuecas e biquínis, o ideal é que elas sejam colocadas em colmeias que se encaixam nas gavetas. “São organizadores que não permitem que as peças se misturem e se percam no meio da bagunça”.

<span class=”hidden”>–</span>Ordene/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Os sapatos também precisam ter espaços próprios dentro do closet. Se não há inúmeras prateleiras reservadas para esta finalidade, apostar em caixas, sapateiras dobráveis e organizadores que otimizem espaço, é o ideal.

“Há diversas opções que o mercado oferece. O primeiro passo é entender quais são as necessidades e depois adquirir o organizador que mais fizer sentido para aquele closet”, aconselha a parceira da Ordene.

Organizadores = melhores amigos

<span class=”hidden”>–</span>Ordene/Reprodução

Excelentes aliados na hora de arrumar o closet, os organizadores precisam ser escolhidos de acordo com as necessidades, para não obter o efeito contrário.

“Muitas vezes o que serve para a amiga, não serve pra gente. Os organizadores precisam unir beleza e funcionalidade para que a gente obtenha o resultado esperado”, afirma Andrea.

Para quem não sabe por onde começar, Andrea lista alguns organizadores que são mais universais e costumam ser úteis para diferentes necessidades.

<span class=”hidden”>–</span>Ordene/Reprodução

Cabides, colmeias, ganchos e caixas organizadoras costumam ter bom uso em diferentes situações”, comenta. “Quando falamos em caixas organizadoras, uma boa dica é apostar nas opções translúcidas, que facilitam visualizar o que tem dentro”, complementa.

Outra dica que Andrea dá é fazer uso de sacos a vácuo para guardar peças que não são usadas com frequência. “No Verão, por exemplo, os sacos podem ser utilizados para armazenar edredons, cobertas e casacos mais pesados, que ocupam muito espaço. Eles são úteis, inclusive, para organizar malas de viagem”.

Organizando para o futuro

Dicas para organizar armário masculino

Quando algo novo entra outro mais antigo sai cedendo o lugar. É o meu mantra”, conta Andrea. Segundo a profissional, é preciso ir fazendo pequenas organizações diariamente para que não haja necessidade de parar um dia inteiro, em espaço curto de tempo, para arrumar o closet.

Tirar o que não usa, não fazer pilhas uma atrás da outra, não acumular peças em um único cabide e devolver para o lugar o que foi utilizado são atitudes essenciais para evitar uma desorganização sem fim. “Pequenas atitudes no dia a dia deixarão a organização do closet muito mais prática”.

Limpeza e organização trazem bem-estar

Projeto de Doob Arquitetura.Julia Ribeiro/Casa.com.br

Um closet abarrotado, sem organização e critério, gerará estresse, principalmente se ele é aberto e tudo o que há dentro fica visível o tempo todo. “Um dos benefícios da organização é a conquista da paz de espírito e o bem-estar. Por isso, o armário precisa estar sempre em ordem, seja ele aberto ou não. A desordem causará dores de cabeça e tirará todo o intuito de ter um closet”, aconselha.

Além da organização, a limpeza do closet também deverá estar sempre em ordem. “Nada como chegar em um lugar e sentir aquela sensação de limpeza.

Projeto de Daniela Funari.Mariana Camargo/Casa.com.br

Com o closet não é diferente. Além de uma rotina de faxina, contar com produtos que auxiliam nesta questão é uma boa ideia, como rolos que tiram pelos – que podem se fixar nas roupas devido ao pó do local – e desumidificador para remover o excesso de umidade do local, que causa odores desagradáveis, além de mofo”, finaliza.

Continua após a publicidade

©