Mudanças: 6 dicas para evitar problemas ao trocar de endereço
<span class=”hidden”>–</span>Divulgação/Casa.com.br

Trocar de casa, muitas vezes, significa inaugurar uma nova fase da vida, com novos ares, vizinhança e hábitos. No entanto, a troca de endereço pode ser uma tarefa estressante, já que inúmeros problemas podem acontecer durante o processo. Com o objetivo de ajudar com esse novo recomeço, o GetNinjas reuniu seis dicas para você se planejar e não sofrer com imprevistos. Confira:

É possível se mudar de forma organizada?

Sim. Para isso, os principais pontos a considerar antes de encaixotar é medir o espaço disponível no novo local, selecionar os itens que irão, o que será doado/descartado, quais objetos são necessários comprar e o tempo até a mudança. Após definir todos esses tópicos, a mudança fluirá de forma mais organizada.

Vai sair de uma casa alugada? Faça uma inspeção no imóvel

Se você é locatário, lembre-se de se atentar a alguns detalhes antes de entregar o imóvel. A pintura, estrutura (de forma geral, incluindo móveis que vieram junto), parte elétrica e funcionamento de trancas e fechaduras devem ser entregues ao proprietário nas mesmas condições que foram encontradas quando o contrato foi firmado. Por isso, é de suma importância acompanhar o processo de vistoria antes de entrar no imóvel, para evitar dores de cabeça e gastos indesejados.

Invista na limpeza

Caso esteja saindo de um local alugado, a limpeza é um dos requisitos da entrega do espaço.. O ambiente limpo é um tópico importante para manter um bom relacionamento com o proprietário. Caso o imóvel seja seu, manter as paredes, janelas e chão limpos, são necessários para vendê-lo ou alugá-lo mais rápido.

Continua após a publicidade

Separe o que vai levar, doar ou jogar fora

Como citado nos tópicos anteriores, separar, com antecedência, os itens que serão levados para a nova casa é essencial. Além disso, essa é uma ótima oportunidade de verificar o que pode ser doado, inclusive. Esse tipo de separação é necessária para calcular exatamente a quantidade de objetos que irão para o novo espaço, e assim, evitar problemas com a organização em seu novo lar.

Etiquete seus pertences

Para evitar que as coisas se percam, etiquete todos e anote a localização dos itens. A etiquetagem também pode ser útil na hora de encaixotar aparelhos eletrônicos. Para não sofrer na hora de ligar seus aparelhos e/ou remontá-los na casa nova, junte aqueles as partes, cabos e afins do mesmo objeto dentro de uma única sacola, isso poupará o seu tempo na hora de desempacotar.

Embale corretamente suas coisas

Todos temos objetos frágeis e/ou que valem um pouco mais, não é mesmo? Pode ser um vaso, quadro ou até mesmo um incensário. Na hora de empacotar todas as coisas, muitas vezes não tomamos o cuidado necessário com esses itens e o resultado não é nada bom. Para evitar esse tipo de decepção, busque cobrir seus objetos de vidro com proteções de plástico-bolha ou isopor, o que reduz os impactos. Com os móveis mais delicados, é interessante cobri-los com tecidos. O mesmo pode ser aplicado aos espelhos, pois os panos evitam arranhões na superfície do vidro.

Dica: Com relação à pertences menores, que são delicados e/ou carregam um valor afetivo, não é indicado que os itens sejam colocados no caminhão de mudança. O ideal é que os produtos sejam levados junto dos moradores, sob a devida supervisão.

Continua após a publicidade

©