Oficina de Morar/Casa.com.br

Hoje em dia, os pets são considerados membros da família e podem ter “voz ativa” quando o assunto é o projeto da casa.  Com prioridades e necessidades específicas, os animais exigem, cada vez mais, uma atenção extra por parte dos tutores quanto à arquitetura e ao décor.

Oficina de Morar/Casa.com.br

A preocupação em adequar também os ambientes para o bem-estar dos gatos, especificamente, ganhou até um nome: gatificação. Mas, há quem vá muito além da disposição de telas de proteção nas janelas e da oferta de arranhadores e brinquedos variados. A arquiteta Greicy Kelly, do escritório Oficina de Morar, que o diga.

Ela é a responsável pelo projeto do ApêGatos. O imóvel de 150 m² é lar para um casal e os filhotes felinos Frederico, Tobias e Frida. Por isso, o que poderia ser apenas uma reforma de apartamento, acabou virando também uma imersão ao mundo dos gatos.

Oficina de Morar/Casa.com.br

Segundo a arquiteta, os proprietários têm um estilo muito bem definido e, desde o princípio, sabiam do que gostavam, mas deram liberdade à criação.

Empolgados com a ideia de reformar o apartamento, os moradores optaram pela execução em duas etapas: primeiro da área íntima e, depois, da área social. Enquanto isso, a família toda lidou com as situações comuns à obra. Porém, o resultado compensou. “Ele resultou no lar dos sonhos do casal – e também dos gatos”, complementa a arquiteta.

Design assinado

 

Oficina de Morar/Casa.com.br

Fãs de design assinado, os donos do imóvel optaram por vários detalhes que evidenciam essa admiração. “Temos duas peças muito bacanas no apartamento: o pendente da mesa de jantar, DNA da Cristiana Bertolucci, e o mancebo Phil, do Lucas Lima”, explica Greicy Kelly.

Veja também

Oficina de Morar/Casa.com.br

Além disso, ainda foram criadas outras peças exclusivas que a Oficina de Morar desenhou especialmente para o apartamento. Entre elas, uma mesa de jantar, a mesa de centro da varanda e a bancada do lavabo, uma mistura de estrutura em serralheria e tampo em porcelanato.

Para os gatos

 

Oficina de Morar/Casa.com.br

O imóvel conta com diversas soluções criativas para dar conforto aos moradores de quatro patas. Com um estilo que remete ao industrial, o apartamento tem diversas bancadas, nichos e prateleiras colocadas estrategicamente para garantir mobilidade aos felinos, fazendo com que transitem também pelas alturas.

Outro ponto forte é a decoração, que apresenta referências aos gatos em quadros e letterings.

Oficina de Morar/Casa.com.br

Segundo a arquiteta, os gatos também ditaram escolhas importantes no décor. “Na Oficina de Morar, gostamos muito de trabalhar com cortinas, mas, neste projeto, era impossível por causa dos gatos. Então, optamos por persianas”, explica.

Ela ainda esclarece que o tapete usado na sala de estar é de um material resistente às unhas dos felinos. O mesmo acontece com os estofados e cabeceiras. “Nossas escolhas não foram aleatórias. Antes, nós testamos tudo com os gatos”, enfatiza.

Viagens

 

Oficina de Morar/Casa.com.br

Além dos gatos, outra referência importante do apartamento são as viagens. “O lettering da sala de estar foi feito pela irmã da dona do apartamento que mora em Portugal. A ideia dos relógios da sala de estar com os horários de diversos países também foi uma ideia deles”, ressalta.

Curtiu? Confira mais fotos do projeto na galeria:

13-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
10-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
14-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
15-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
7-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
8-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)
9-gatos-de-moradores-sao-considerados-no-projeto-deste-ape-de-150-m-2(Oficina de MorarCasa.com.br)

©