Cláudio Fonseca-ArchImage/Divulgação

No litoral gaúcho, esta casa de 413 m² alia o brutalismo do concreto aparente à elegância do trio madeira, vidro e pedra. Desde o início, o projeto de casa de praia para uma família foi concebido  para ser um reduto de lazer e muita convivência.

Foto mostra sala de estar com piso cimentício, totalmente integrada ao jardim externo por painéis de vidro em esquadrias metálicas.

“A Casa do Mar representa tudo o que a gente acredita como arquitetura contemporânea: super iluminada, ampla e com muita personalidade nos materiais. A pedra natural, a madeira e o concreto aparente surgem misturados ao jardim que temos em volta. O resultado proporciona total integração dos ambientes internos com o externo”, conta Cadu Mayresse, autor do projeto.

Cláudio Fonseca – ArchImage/Divulgação

Além disso, a residência é iluminada, com total integração entre área social e da piscina. Há grandes vãos e balanços e esquadrias minimalistas com fechamento em vidro, por onde se vê a escada helicoidal. Esta, por sua vez, está posicionada sobre um espelho d’água como se fosse uma obra de arte para dar boas-vindas a quem chega.

Continua após a publicidade

Cláudio Fonseca – ArchImage/Divulgação

“Em resumo, a Casa do Mar é o resultado de uma volumetria e materialidade brutalistas. Ao mesmo tempo, temos aspectos leves e aconchegantes”, completa o arquiteto.

Foto noturna mostra fachada frontal da residência em concreto aparente. Há uma escada helicoidal no térreo e, no piso superior, uma varanda com guarda-corpo translúcido e aberturas em madeira.

Na fachada do piso superior, um ripado de madeira envolve todo o exterior. Quando fechado, configura um volume em madeira e, aberto, permite luz natural em abundância nas suítes.

Continua após a publicidade

The post Casa no litoral gaúcho une brutalismo do concreto à elegância da madeira appeared first on CASA.COM.BR.

©