Azul com tons terrosos: composição aconchegante conduz ao relaxamento e descanso nas poltronas e nos sofás dessa varanda de estar coberta. Ideal para descontrair, seja lendo um livro ou curtindo um momento em família | Projeto: Korman Arquitetos.Eduardo Pozella/Casa.com.br

Diversos tons, significados e possibilidades. Assim é o processo do décor que utiliza o azul, cor que expressa tranquilidade e serenidade, capaz de acalmar à primeira vista. Remete ao mar, ao céu e à natureza e, por isso, tem essa influência tão positiva: traz para dentro de casa a sensação de frescor.

<span class=”hidden”>–</span>Eduardo Pozella/Casa.com.br

Optar por tintas, móveis, decoração e acessórios nessa tonalidade é uma aposta certa para criar um ambiente despojado, mas também é preciso parcimônia para não exagerar nos azulados.

Para navegar entre tantas possibilidades, as arquitetas Carina e Ieda Korman, que dão nome ao escritório Korman Arquitetos, trazem exemplos variados de como usar essa tonalidade tão rica.

Por que o azul?

De acordo com levantamentos realizados pelas universidades americanas de Rhode Island e de Wisconsin, em 2022, a cor preferida da maioria das pessoas é o azul. E o motivo é uma associação do subconsciente a objetos que cada um tende a já gostar e valorizar, como, justamente, o céu e o mar.

Painel azulado em perfeito alinhamento com gaveteiro de tom similar deu um novo ar ao home office no dormitório. Como a cor incentiva a criatividade e calma, é uma escolha certeira para o ambiente de trabalho | Projeto: Korman Arquitetos.Julia Novoa/Casa.com.br

Já um segundo estudo feito em 2009, pela Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, mostrou que indivíduos trabalhando em frente a uma tela azulada tiveram ótimos resultados em tarefas de cunho criativo.

Azul no décor

Marcenaria azul é opção para quem ama a cor e deseja trazer um toque vibrante ao cômodo — claro, sem perder a elegância. Na primeira foto, as cadeiras, com encosto em corda náutica azul, ajudam a arrebatar a varanda gourmet, que também tem a marcenaria da bancada no tom petróleo. As cadeiras, com encosto em corda náutica azul, ajudam a arrebatar a varanda gourmet, que também tem a marcenaria da bancada no tom petróleo. | Projeto: Korman Arquitetos.Eduardo Pozella/Casa.com.br

Quando o assunto é décor, o tom frio é um aliado: combina muito bem com praticamente todas as cores, principalmente o verde — ao seu lado no círculo cromático — e o laranja, vermelho e amarelo, cuja harmonização é por contraste. Além disso, existe muito o que explorar dentro das nuances do próprio azul, que do mais claro ao mais escuro, agrega bastante ao design.

Continua após a publicidade

“Apostamos nesta coloração não só para trazer um pouco de vida ao ambiente, mas, também, serenidade. Em uma paleta mais neutra, ele contribui para destacar o visual sem ficar desproporcional à proposta do projeto”, elabora Carina sobre os cuidados ao desenvolver a gama de cores, frisando, ainda, que a harmonização clássica com o preto e o branco também funciona bem.

O rack azul se complementa com o aconchego do painel ripado da TV instalada no home theater | Projeto: Korman Arquitetos.Eduardo Pozella/Casa.com.br

Tanto o tom como a quantidade de azul, e onde ele será colocado, devem passar por uma análise cuidadosa. Tudo vai depender do desejo e personalidade do morador: caso a vontade seja de esbanjar calmaria, as opções são pintar uma parede ou investir em marcenaria totalmente nesta cor.

Apesar de não existir na planta original, o lavabo se tornou um dos destaques deste projeto – ele foi executado com um portal em laca azul, com desenhos em relevo, cheio de personalidade | Projeto: Korman Arquitetos.Sergio Luiz Jorge/Casa.com.br

Por outro lado, se é uma pessoa que enjoa logo e está sempre renovando pequenos detalhes da casa, o melhor caminho são os acessórios.

Pequenos grandes detalhes: acessórios nunca passam despercebidos no décor, pelo contrário, garantem harmonia, conectando-se com os demais elementos do ambiente para criar uma atmosfera rica | Projeto: Korman Arquitetos.Gui Morelli/Casa.com.br

Alguns quesitos em que é possível variar, sem comprometer, são, por exemplo, a roupa de cama e capas de almofadas e estofados, arranjos de flores, vasos, quadros, luminárias, entre outros.

<span class=”hidden”>–</span>Gui Morelli/Casa.com.br

Mas, atenção nestes cenários: a dica é pensar em uma base sóbria para que as novidades não conflitem com os móveis. “O principal objetivo, invariavelmente, é ter um visual equilibrado, essa deve ser a estrela-norte em todo momento”, afirma Ieda.

Inspirações com azul

<p>Projeto de Todos Arquitetura.</p> Maura MelloCasa.com.br
<p>Projeto de Carolina Bordonco.</p> Kadu LopesCasa.com.br
<p>Projeto de Carlos Navero.</p> Erika WaldmannCasa.com.br
<p>Projeto de Marê Arquitetura.</p> Julia RibeiroCasa.com.br
<p>Projeto de Memoá Arquitetos.</p> Paula ChaffinCasa.com.br
<p>Projeto de Base Arquitetura.</p> Guilherme PucciMinha Casa
<p>Projeto de Carolina Bordonco.</p> Kadu LopesCasa.com.br
<p>Projeto de RP Estúdio.</p> Júlia HermanCasa.com.br
<p>Projeto de DIG Architects.</p> Amit KhanolkarCasa.com.br
<p>Projeto de Angelina Bunselmeyer. </p> Luis FrancoCasa.com.br
<p>Projeto de Si Saccab Arquitetura.</p> Mariana OrsiCasa.com.br
<p>Projeto de Carolina Bordonco.</p> Kadu LopesReprodução
<p>Projeto de Henrique Ramalho.</p> Juliano ColodetiCasa.com.br
<p>Projeto de Carolina Bordonco.</p> Kadu LopesCasa.com.br
<p>Projeto de Up3 Arquitetura.</p> Produção visual: Andréa FalchiFotos: Denilson Machado, do MCA EstúdioCasa.com.br
<p>Projeto de Hoearquitetura.</p> Thiago TravessoCasa.com.br
<p>Projeto de CoLab+Juntos Arquitetura.</p> Luiza SchreierCasa.com.br
<p>Projeto de Memoá Arquitetos.</p> Alessandro GruetzmacherCasa.com.br
<p>Projeto de Carlos Navero.</p> Erika WaldmannCasa.com.br
<p>Projeto de Marê Arquitetura.</p> Julia RibeiroCasa.com.br
<p>Projeto de Paula Muller.</p> Produção visual: Andréa FalchiFotos: Lilia MendelCasa.com.br
<p>Projeto de Studio Memm.</p> Studio MEMMCasa.com.br
<p>Projeto de Angelina Bunselmeyer.</p> Luis FrancoCasa.com.br
<p>Projeto de Marina Carvalho.</p> Evelyn MüllerCasa.com.br
<p>Projeto de Hoearquitetura.</p> Thiago TravessoCasa.com.br
<p>Projeto de Paula Muller.</p> Produção visual: Andréa FalchiFotos: Lilia MendelCasa.com.br
<p>Projeto de Paula Muller.</p> Produção visual: Andréa FalchiFotos: Lilia MendelCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Eduardo PozellaCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Eduardo PozellaCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Gui MorelliCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Gui MorelliCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Gui MorelliCasa.com.br
<p>Projeto de Korman Arquitetos.</p> Gui MorelliCasa.com.br
Escada-curva-e-destaque-nesta-casa-de-730-m2-quarto-azul-verde Marco AntonioCasa.com.br
Faca-Voce-Mesmo-como-pintar-azulejos-04 Future PlcColin PooleIdeal Homes
<p>Cozinha com vista para natureza ganha marcenaria azul e claraboia</p> Manuel SáCasa.com.br
Faca-Voce-Mesmo-como-pintar-azulejos-03 Future PLC Kristy NobleIdeal Homes
<p>Cozinha com vista para natureza ganha marcenaria azul e claraboia</p> Manuel SáCasa.com.br
Continua após a publicidade

©