<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

O filho de uma senhora na faixa dos 70 anos comprou este apartamento de 85 m², no Leblon (zona sul do Rio de Janeiro), com a intenção de trazê-la para perto dele. Em seguida, ele encomendou um projeto de reforma total às arquitetas Juliana Gonçalves e Fernanda Matoso, do escritório Co+Lab Juntos Arquitetura, que renovaram todos os cômodos.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

“Ele queria um apartamento confortável para a mãe morar, que fosse atemporal e neutro, pois ela levaria junto uma parte do acervo do endereço anterior. Ele também pediu um quarto de hóspedes com bicama para acomodar os netos que a visitam com frequência, além de bastante espaço de armazenamento, que foi solucionado transformando um dos quartos em closet”, explica Fernanda.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

Segundo as arquitetas, a planta sofreu poucas intervenções durante reforma e os três quartos foram mantidos. Apenas a porta do escritório foi trocada de lugar para dar espaço a uma suíte no quarto principal, pois originalmente o apartamento tinha dois banheiros sociais. “As demais alterações foram, basicamente, de revestimento, pintura, marcenaria e decoração”, conta Juliana.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br
Continua após a publicidade

No décor, batizado pelas arquitetas de “atemporal afetivo”, predomina uma paleta de cores em tons neutros e pastel, como marcenarias de freijó natural e fórmica branca e piso de taco original, que foi recuperado. Nas áreas molhadas, as arquitetas utilizaram porcelanato com padrão cimentício no piso, revestimentos brancos e nudes nas paredes e mármore branco nas bancadas para conferir o toque de atemporalidade pedido pelo cliente. Já na cozinha, foi usado granito preto na bancada principal.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

Entre os destaques da sala, vale citar a pintura da parede até 2/3 de altura do pé-direito para dar uma sensação de estante junto ao rack existente e a prateleira em cima do sofá, que serve de apoio para quadros e adornos. Na cozinha, chama a atenção o azulejo branco subway tile até a altura da porta, com pintura verde na parte superior.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

No escritório, rouba a cena a marcenaria desenhada pelas arquitetas, com múltiplas funções: escritório, armazenamento para hóspedes e rouparia da casa. Já no banheiro da suíte, o banco dentro do box trouxe um conforto extra na hora do banho e o armário superior com iluminação embutida cria bastante espaço de armazenamento.

<span class=”hidden”>–</span>Luiza Schreier/Casa.com.br

“Apesar de ter sido muito tranquilo aprovar o projeto e executar a obra, nosso único desafio foi não ter conhecido a cliente final até a sua mudança, já que tratamos sobre tudo diretamente com o filho dela. Felizmente, ela gostou bastante do resultado”, conclui Fernanda.

Continua após a publicidade

©