<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Em Higienópolis, tradicional bairro da região central de São Paulo, um casal solicitou a ajuda da arquiteta Isabella Nalon, à frente do escritório que leva o seu nome, para fazer uma grande transformação na área social de um apartamento com mais de 4 décadas. Após a reforma, os ambientes ficaram mais amplos, modernos e integrados.

“Com a eliminação de paredes, unimos a cozinha com a área social. Com o aconchego da madeira, o home theater é um lembrete para ninguém assistir filme sozinho e a sala de jantar tornou-se o ponto de encontro da família”, explica a arquiteta.

Ela acrescenta que, para promover essa ‘reviravolta’, sempre procura entender a utilização dos ambientes no dia a dia dos clientes para então compreender quais soluções serão pertinentes e assertivas.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

No projeto original, a sala de estar contava com uma varanda estreita, de apenas 2 m², e que não era muito utilizada pelos moradores. Com a retirada da porta que separava o terraço da área social, a ligação entre os ambientes valorizou a área e abriu espaço para acomodar os convidados.

“Mesmo com essa abertura, mantivemos o vidro original na parte inferior. Do lado de fora, investimos em um fechamento de vidro e criamos esse banco com futon que aumentou a quantidade de assentos”, esclarece Isabella.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

O piso de madeira, que já estava bem deteriorado, foi substituído pelo porcelanato polido, um material prático e muito fácil de manter. O novo revestimento foi assentado em todos os ambientes da área social, recurso que ajudou na integração.

Com as mudanças implementadas no layout, a sala de estar se tornou perfeita para relaxar. Com uma paleta de cores suaves e tranquilas, o ambiente conta com estofados de linho cru misturados com peças de design orgânico, como a mesa de centro, mesclando com outros móveis de linhas retas e minimalistas. O desenho natural e elegante foi completado por um grande tapete cinza.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Mesmo com a proposta de integração dos ambientes no projeto, não foi possível eliminar as paredes por completo. Porém, para dar a sensação de continuidade entre os um cômodo e outro, Isabella optou por usar marcenaria sob medida e pórticos com acabamento amadeirado, melhorando a integração e criando uma sala de TV.

Equipada com recursos de audiovisual, o espaço conta com um sofá super confortável acrescido de uma chaise – um convite para esticar os pés e ficar mais à vontade –, além de encosto e assento super retrátil.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Na distribuição, a TV foi instalada na parede que separa a sala de jantar da área social, sem incorrer em interferência visual. Já a marcenaria bem planejada, que fica ao redor do aparelho, promove funcionalidade, beleza e organização, pois oculta os fios dos equipamentos eletrônicos.

“Como não temos painel aqui, camuflamos a infraestrutura em tubulações dentro da parede. Também trabalhamos com móveis e marcenaria bem leves, seguindo a proposta da sala de estar”, conta a profissional.

Continua após a publicidade

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

A cozinha, que na planta original ficava isolada da área social, também teve suas paredes retiradas, resultando em amplitude, circulação mais fluida e aumento da luminosidade natural.

O projeto ganhou uma bancada de quartzo resistente às manchas e riscos, além de ser perfeita para refeições rápidas.

Na cor cinza nimbus, se encaixou como um bloco monocromático com a marcenaria e, suspensa com 94 cm de distância do chão, permite o encaixe das pernas quando os moradores estão sentados nas banquetas altas.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Pensando na parte de trabalho, a profissional incluiu uma cuba dupla de inox para lavar alimentos e louças, cooktop, marcenaria sob medida com torre quente e gavetões para os utensílios.

“Tudo foi minuciosamente bem pensado. A área de geladeira, lavagem, cocção e preparo dos alimentos, por exemplo, estão bem próximas para facilitar as tarefas do dia a dia”, evidencia.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

No antigo layout do apartamento, um dormitório e uma copinha ocupavam o espaço que deu origem a uma sala de jantar ampla e iluminada. Como a parede que realiza a divisão entre o cômodo e o restante da área social não pode ser removida, a solução foi aumentar a abertura da antiga porta para promover a sensação de integração com o living e a sala de TV.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Ao demolir a alvenaria para transformar o quarto e a copa na sala de jantar, uma viga foi encontrada no meio do caminho. A solução para driblar esse problema foi assumir a diferença da laje, que não poderia ser eliminada, e revestir com um MDF amadeirado que envolveu toda a área.

“Assim, ganhamos um cantinho do café bem gostoso, com direito à bancada e uma adega”, ressalta Isabella. Para dar suporte a esse cantinho, ela criou um aparador, que por conta da fixação parece estar flutuando. O móvel possui bancada de 5 cm de espessura e duas gavetas, ambas de MDF amadeirado e com 1,80 m de comprimento.

Alinhado com o forro de madeira, a profissional criou um armário MDF, na cor cinza nude, com nichos abertos e duas portas. De acordo com ela, os spots embutidos, tanto nas partes inferiores como superiores, contam com uma abertura mais focal e são capazes de valorizar as obras de arte e os objetos que ficam expostos.

Outro móvel super útil na sala de jantar é o buffet, que vai de uma ponta a outra do cômodo. “Executamos esses móveis práticos e elegantes justamente para organizar todas as louças e outros acessórios utilizados em ocasiões especiais”, explana.

<span class=”hidden”>–</span>Julia Herman/Casa.com.br

Mesmo com a metragem reduzida, Isabella conseguiu dar uma cara nova para o lavabo. A arquiteta apostou no porcelanato para o piso e papel de parede, que valorizam a iluminação. Com LED contornando o espelho, uma arandela de luz de parede e spots no teto, o cômodo ficou supervalorizado. Já a bancada, a estrela do ambiente, tem cuba esculpida de quartzo.

Continua após a publicidade

©