Projeto de Sig BergaminBjorn Wallander/Reprodução

Dizem que, na moda, o que foi cafona ontem, hoje é tendência: pense nas calças “cenoura”, nas bolsinhas de ombro pequenas, até mesmo a pochete teve sua vez no século 21!

sala de estar com papel de parede

Na decoração a mesma regra também se aplica. Existe até mesmo uma trend chamada grandmillenial, que incorpora móveis e peças com “carinha de vó” com uma pegada contemporânea.

Confira aqui algumas tendências que foram do brega ao hype, separadas pelo Classificados Online do Brasil.  

1. Estampa animal (animal print)

<span class=”hidden”>–</span>GREG SCHEIDEMANN/Reprodução

Tido como um dos clássicos da estamparia, o animal print foi criado no século XVIII. A estampa ganhou espaço no mundo da moda quando apareceu no cinema, entre as décadas de 1950 e 1960. O verdadeiro boom veio na década de 1980, quando muita gente aderiu ao estilo da estampa. Depois, os itens foram considerados como brega.

Decoração com estampa de animal

Agora, o animal print virou tendência novamente. Tanto é que até a camisa da seleção brasileira de futebol, utilizada na Copa do Catar, recebeu estampas de onça-pintada. E na hora de decorar a casa, o padrão também está em alta.

Itens decorativos com estampas de leopardo, onça, crocodilo, vaca e até mesmo girafa são versáteis, podem ser inseridos por toda a casa.

Tapetes ou sofás grandes com estampa animal print, vão bem em ambientes espaçosos e com cores mais neutras. Enquanto isso, ambientes compactos combinam com pequenos itens estampados, como quadros, vasinhos, posters, desenhos ou mini estátuas.

2. Samambaias

Projeto de Studio Livia Amendola.Produção visual: Estudio Cabe/Fotos: Raiana Medina/Casa.com.br

Samambaias são nostálgicas para diversas pessoas. Afinal, muitas vovós Brasil afora tinham vasos com a planta decorando a casa. Figurinha carimbada nos lares entre 1970 e 1990, a planta pteridófita é um item de decoração hypado hoje em dia.

Presentes na Terra há cerca de 200 milhões de anos, as samambaias são consideradas pré-históricas. Como são nativas de regiões com climas temperados e tropicais, existem espécies de samambaias que conseguem viver dentro de casas e apartamentos.

Projeto de Daniela Funari.Julia Novoa Fotografia/Casa.com.br

Ideal para decorar salas, banheiros, quartos e varandas, acomodável em quase todos os cômodos do lar, basta escolher um cantinho com baixa exposição solar. É recomendável que ela seja plantada num vaso com solo úmido e receba água diariamente.

Veja, na sequência, 10 tipos de samambaias populares:

Continua após a publicidade

  • Chifre-de-veado;
  • Mini samambaia;
  • Asplenio;
  • Americana;
  • Argentina;
  • Jamaicana;
  • Havaiana
  • Azul;
  • Renda Francesa;
  • Renda Portuguesa.

3. Papel de parede

<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Pinterest

E por falar em estampa, paredes com padrões de desenho também são hype. Mas sua origem remonta até em 200 a.C., quando foi tendência na região da China. Originalmente, os fabricantes utilizavam papel de arroz na fabricação.

O papel de parede no lavabo é tendência nos projetos contemporâneos. Projeto de Cristina Bezamat.Denilson Machado, do MCA Estúdio/Casa.com.br

Os rolos de papel de parede desembarcam na Europa entre os séculos XVI e XVII, por meio dos comerciantes de origem árabe. E a chegada ao Brasil aconteceu justamente por causa dos imigrantes europeus, que trouxeram o artigo na bagagem.

O papel de parede é ideal para quem busca adicionar cor, estampas e texturas a diferentes cômodos da casa. No que diz respeito à aplicação, existem os de lâminas adesivadas, vinílicos e os rolos, que são fixados com o uso de cola.

4. Mural de fotos

<span class=”hidden”>–</span>DAIM/Pinterest

Não é a toa que as câmeras polaroid são sucesso de vendas. O mural de fotos é uma boa alternativa para quem quer decorar sem gastar muito. Para começar, basta fotos impressas em papel fotográfico e o mural – esta pode ser as molduras de retrato ou improvisados em superfícies planas.

O mural pode ter diferentes tamanhos e formatos, de acordo com a imaginação de cada um. Existem modelos de imã, cortiça, madeira, aço e varais com pequenos prendedores. Ou você pode simplesmente grudá-las direto na parede, como na imagem!

5. Tapetes felpudos

O tapete felpudo combina com o estilo de decoração Boho.Reprodução/Pinterest

Saindo da parede, os tapetes peludos eram considerados cafonas, mas, o modelo também chamado de shaggy, que em português significa “peludo”, está de volta ao chão dos cômodos.

Eles transmitem a sensação de aconchego e conforto aos ambientes onde são colocados. Normalmente, tapetes e outros itens peludos aparecem em quartos de crianças, salas, escritórios e closets.

Existem modelos fabricados com fibras naturais e materiais sintéticos. O primeiro é bem macio, recomendado para locais com baixo fluxo de pessoas. Já o segundo pode ser colocado em lugares movimentados, pela resistência e facilidade na limpeza.

6. Estampas florais

Proejto de Studio AG.Fran Parente/Casa.com.br

Parte dos historiadores acreditam que a estampa floral tem origem indiana. Por outro lado, os demais acreditam que a China é o berço desse tipo de estampa. Mas todos concordam que trata-se de um clássico sem prazo de validade.

<span class=”hidden”>–</span>Divulgação/CASA CLAUDIA

Florais são bem comuns em almofadas, sofás, cortinas e tapetes. Para conhecer mais sobre o conceito, veja tipos de estampas floral.

  • Tradicional: as flores estampadas, rosas e margaridas, costumam ser de tamanho pequeno e médio. Além disso, a base do objeto carrega somente um tom;
  • Abstrato: o estilo foge do tradicional, trazendo cores vibrantes e flores de tamanhos diferentes;
  • Tropical: mescla vários tipos de estampas florais, misturando cores e formatos de flores realistas.
Continua após a publicidade

©