Ter plantas em casa traz diversos benefícios para nossa qualidade de vida, contribuindo para criar um ambiente mais fresco, bonito, aconchegante e até mesmo mais cheiroso. Porém, ao decidir cultivar plantas e flores em casa, devemos assumir não só o compromisso de cuidar delas de maneira adequada, mas também estar atentos a questões como a proximidade de animais de estimação com possíveis plantas tóxicas e até mesmo de insetos em decorrência da vegetação.

Para lidar com esse último ponto, Elvis Barreto, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Reckitt Industrial, fabricante da marca SBP, separou cinco dicas de como evitar a proliferação de insetos em ambientes com plantas e jardins, a fim de preservar o bem-estar e a saúde dos moradores e das próprias plantas da casa:

Identifique o inseto

O primeiro passo é identificar qual inseto está causando o transtorno. Isso vai ajudar na escolha do método ou produto mais eficaz para a resolução do problema.

Limpeza em dia

Plantas saudáveis e um jardim limpo são menos suscetíveis ao surgimento de pragas como aranhas e moscas. Por isso, é preciso manter a manutenção do jardim em dia, ficar de olho na terra utilizada, remover galhos e vegetação seca, observar se as folhas estão com manchas ou se foram “comidas” por insetos e cuidar delas adequadamente. Além disso, é importante garantir que as plantas sempre recebam as quantidades de água, luz e nutrientes necessárias.

Cozinha com papel de parede de bananeira é repleta de artesanato brasileiro. Projeto de Amanda Miranda para a CASACOR Rio 2023. Na foto, cozinha com filtro e vasos de plantas.
Projeto de Amanda Miranda para a CASACOR Rio 2023.Denilson Machado, do MCA Estudio/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Não acumule água

Para as plantas que ficam em vasos, é importante evitar o acúmulo de água nos pratinhos de apoio, já que água parada é o local perfeito para a reprodução de mosquitos transmissores de doenças, como o Aedes aegypti.

Redes e inseticidas

Uma outra sugestão é investir na aplicação de redes de proteção e inseticidas diretamente nos ralos do quintal, evitando a entrada de baratas e outros insetos rasteiros na casa e seu acesso ao jardim. Também é importante evitar o acúmulo de lixo, restos de comida e detritos de animais nesse ambiente, principalmente se for próximo a um jardim.

Quintal de imóvel alugado se transforma com tinta e muito verde
<span class=”hidden”>–</span>Nathalie Artaxo/Divulgação
Continua após a publicidade

Aposte em repelente elétrico

Para um cuidado reforçado dos ambientes internos com plantas, ainda é possível optar pelos repelentes elétricos, que proporcionam uma proteção constante contra mosquitos enquanto estiverem ligados na tomada. Dessa forma, é possível manter o local entreaberto e arejado sem se preocupar com a entrada de insetos dentro de casa.

Publicidade

©