Com um estilo descontraído que reflete a atmosfera do Rio de Janeiro, este projeto assinado pela arquiteta Daniela Funari, evoca a presença do azul do mar, que se faz notar de forma sutil através de vários detalhes, incluindo a própria porta de entrada!

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, sala integrada, piso de porcelanato, mesa preta, cadeiras, painel de madeira.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Dos anos 1970, o imóvel de 107 m², pedia uma renovação completa, abrangendo, inclusive, a infraestrutura elétrica, hidráulica e de gás. Assim, a profissional remodelou o apartamento, localizado no Leblon, com recursos arquitetônicos práticos e criativos que combinaram com a essência ensolarada da cidade carioca.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, sala de estar, painel de madeira, persianas, ilha de cozinha marmorizada.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Sobre as mudanças mais estruturais, a profissional colocou em prática toda a experiência que possui em edificações de casas litorâneas, que pedem um cuidado especial por conta do clima e da maresia. “O Rio de Janeiro é muito quente, por isso, uma preocupação importante foi repensar as redes de elétrica, hidráulica e, principalmente, do ar-condicionado”, detalha Daniela Funari.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, porta de entrada azul.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Logo de cara, a porta azul da entrada deixa claro de que não se trata de um apartamento convencional. Aliás, esse tom está em total harmonia com as nuances da marcenaria do apartamento, além dos detalhes de almofadas e objetos. “Gosto de pensar na entrada como um cartão de visitas, um convite ao novo”, opina Daniela que, por esse motivo, optou por um azul vibrante para garantir as boas-vindas. Além de remeter, simbolicamente, às águas, ele é uma das cores favoritas dos moradores e sua saturação mais baixa coloriu as paredes da área social.

Continua após a publicidade

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, cozinha integrada, bancada marmorizada, banquetas, coifa, armários brancos, persiana.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Neste apartamento, em que a sala de jantar ficou conectada ao living e a cozinha, a circulação é bem fluida, generosa e livre de barreiras. “O resultado da integração é a amplitude máxima na área social”, explica Daniela que realizou a mudança do layout para que o morador pudesse receber amigos e convidados com maior comodidade. “O living ficou mais claro e iluminado após a reforma”, finaliza a profissional.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, cozinha integrada, adega, cristaleira.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Optar por um sofá poderoso foi um tópico essencial para delimitar os ambientes conjuntos, trazendo um modelo minimalista, mas imponente, para o estar. Para completar, o tapete, em tie dye trouxe tons de azul e tecido cru, remetendo ao rústico e ao natural.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, sala de tv, painel de madeira, rack, carrinho de chá.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Mais do que esconder os fios, o painel da TV se tornou a atração da sala. E o rack solto do piso, inspira a leveza tão presente em casas de praia. Essas peças, fundamentais para a composição do estar levam a mesma madeira: o carvalho natural! Um detalhe importante, que garante mais imponência ao material, é o fato de não termos rodapé ou nenhum elemento de interferência no painel, que segue do piso ao teto e foi fixado com estrutura metálica e reforçada por trás.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, cozinha integrada, bancada marmorizada, banquetas, coifa, armários brancos, persiana.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Antes da reforma, a cozinha era fechada por paredes e, durante as modificações, foram eliminadas quaisquer barreiras que pudessem esconder a bancada, com cooktop, executada para ficar, exatamente, de frente para o living. A bancada, aliás, é uma verdadeira obra de arte, executada em lâmina de calacatta.

Continua após a publicidade

Quartos leves e coloridos

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, quarto de casal com parede azul, persiana, manta azul.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

As soluções criativas se mantêm nas áreas privativas do imóvel, onde há os dormitórios com bases cromáticas bem trabalhadas, além de banheiros elegantes e práticos. “Por ser um espaço mais enxuto, trabalhamos com uma cabeceira de tecido com toque aveludado, com 7cm de profundidade, em contraste com o tom de azul que utilizamos na pintura das paredes”, pontua a arquiteta sobre as mudanças no dormitório master.

Tons de azul e integração total na área social marcam apê de 107 m². Projeto de Daniela Funari. Na foto, quarto, cabeceira estofada, parede azul, cama de casal, mesa lateral em madeira.
<span class=”hidden”>–</span>Sambacine/Casa.com.br

Para arrematar o décor, uma mesinha lateral solta do piso foi inserida para render alguns centímetros a mais, especialmente, no que diz respeito à circulação. No que diz respeito às cores, o tom claro e sereno do azul foi essencial para estimular o conforto e o bem-estar, além de conversar com a paleta dos outros cômodos.

Confira todas as fotos na galeria abaixo:

Publicidade

©