Com o aumento alarmante dos casos de dengue no Brasil, todas as medidas de prevenção da doença devem ser aplicadas. Algumas espécies de plantas afastam os mosquitos, e também há novos produtos que têm ação repelente (como lâmpadas e tinta), porém nada supera o uso do repelente e a eliminação dos criadouros, onde há água parada. 

Segundo Giovani Lucas Miranda, professor de Ciências e Biologia do Colégio Positivo, como o Aedes aegypti está adaptado à convivência com humanos, ele pode picar ao longo do dia, especialmente em períodos de menor incidência solar, quando tende a se abrigar. Contudo, isso não o impede de picar dentro de residências durante o dia.

“De modo geral, ele mostra preferência por períodos de baixa de luminosidade, especialmente ao final da tarde. Por isso, recomenda-se a instalação de telas e o fechamento de portas e janelas após às 16h30, principalmente em áreas com presença conhecida desses mosquitos. E, se possível, aplique repelente”, explica.

Repelente natural para mosquitos: veja uma receita com óleo de citronela. Na foto, planta citronela.
<span class=”hidden”>–</span>Chandan Chaurasia/Unsplash

Passo a passo para fazer repelente caseiro de citronela

Ele pode ser preparado com óleo de citronela, reconhecido por suas propriedades repelentes naturais contra mosquitos. O professor indica uma receita básica que pode ser facilmente feita em casa:

Continua após a publicidade

Ingredientes:

  • ½ xícara de água
  • ½ xícara de álcool de cereais ou álcool 70%
  • 50 a 60 gotas de óleo essencial de citronela
  • 30 gotas de óleo essencial de eucalipto limão (opcional para reforçar a eficácia)
  • 20 gotas de óleo essencial de lavanda (opcional, para agregar aroma e efeito calmante)
  • Um frasco de spray vazio e limpo

Modo de preparo:

  1. Em uma tigela pequena, misture o álcool com os óleos essenciais. O álcool ajuda a dispersar os óleos essenciais uniformemente e aumenta a eficácia do repelente.
  2. Adicione a água à mistura e mexa bem. Se estiver usando álcool isopropílico, a quantidade de água pode ser ajustada para suavizar a mistura, conforme sua preferência.
  3. Com a ajuda de um funil, transfira a mistura para o frasco de spray. Certifique-se de que esteja limpo para evitar contaminações.
  4. Agite o frasco antes de cada uso para assegurar a mistura homogênea dos óleos essenciais com a água.
  5. Borrife o repelente caseiro nas áreas expostas da pele, evitando contato com os olhos, boca e feridas. Se necessário, aplique também em roupas, cortinas e próximo às janelas e portas por onde os pernilongos podem entrar. Este repelente natural pode ser reaplicado com mais frequência do que os repelentes comerciais, especialmente se você suar ou se molhar.
  6. Guarde o repelente em local fresco e protegido da luz para preservar a integridade dos óleos essenciais.

Cuidados especiais

Faça o teste de sensibilidade aplicando uma pequena quantidade do produto no pulso para verificar se há alguma reação alérgica antes de usar no corpo todo.

Os óleos essenciais são potentes e devem ser usados com atenção, especialmente em crianças e gestantes. Consulte um profissional de saúde antes do uso.

Publicidade

©