<span class=”hidden”>–</span>Camesa/Casa.com.br

Encontrar o estilo ideal, entre tantas possibilidades decorativas, pode ser um desafio. Afinal, com diversas opções disponíveis, selecionar um caminho para seguir na hora de decorar os ambientes, levando em consideração as preferências e necessidade pessoais, nem sempre é algo tão simples.

Com isso em mente, Camila Shammah, gerente de produtos da Camesa, marca especializada em desenvolver e comercializar a mais completa linha de cama, mesa, banho e decoração, traz dicas importantes para identificar, dentre os estilos decorativos, qual é o ideal para cada personalidade. Confira:

Clássico

<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Ideal Homes

Caracterizado por ambientes deslumbrantes e imponentes, o estilo clássico traz riqueza de detalhes, que remetem às decorações antigas. “Com origem na arquitetura grega e romana, ele trabalha com itens elegantes e estampas que deixam em evidência todo o requinte do morador.

Para implementar essa proposta no lar é preciso apostar em cores sofisticadas como o branco e o bege. Tecidos lisos e neutros são ideais para dar a amplitude necessária que o local pede”, afirma.

Retrô

<span class=”hidden”>–</span>QUARTOS ETC./Reprodução

Esse estilo de decoração é para quem gosta de um visual com forte impacto estético.

“Trazendo à tona a personalidade do criador, ele mistura elementos de design que fizeram sucesso até 1970. Formas abstratas, geométricas, florais e xadrez são muito comuns nesse tipo de projeto. As cores vibrantes como laranja, amarelo, rosa e azul também são característicos, assim como artigos personalizados e com estampas de fotografias e figurinhas carimbadas”, assegura.

Industrial

Quarto em estilo industrial.

Sucesso na atualidade, o industrial é perfeito para pessoas que gostam de trazer um ar requintado para o ambiente. “Com origem em Nova York durante a década de 1950, a ideia surgiu dos lares improvisados feitos em galpões abandonados e repletos de tubulações, madeira, metal e bastante concreto aparentes.

Esse estilo, com cara de obra inacabada, é ideal para lugares amplos. Por isso, peças em tons de cinza que imitam o aço e ferro envelhecido, juntamente com enxovais e adereços que remetem ao couro também são essenciais para compor o espaço”, indica.

Continua após a publicidade

Rústica

<span class=”hidden”>–</span>KATIE MARTINEZ DESIGN/My Domaine

A famosa decoração no estilo casa de campo é ideal para quem preza por aconchego, conforto e clima intimista. “

Nesta composição é comum o uso de objetos em tons de marrom e cinza, que remetem à madeira. Estampas xadrez, floral e quadriculada são quase que obrigatoriedade e costumam estar espalhadas em pequenos detalhes pela casa. Os moradores também podem investir em diferentes adornos, como peças de tapeçaria, almofadas e mantas”, explica.

Contemporânea

<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Dezeen

A decoração contemporânea é ideal para quem preza por ambientes mais modernos, funcionais e simples. “Esse tipo de decoração não sai de moda nunca e é ótima para casas ou apartamentos menores.

O estilo trabalha variadas texturas e cores sóbrias, trazendo alguns traços modernos e formas geométricas. Ao optar por essa proposta é possível utilizar diversos objetos em um só cômodo, permitindo que a criação fuja do óbvio e transborde originalidade”, recomenda.

Minimalista

<span class=”hidden”>–</span>Alessandro Gruetzmacher/Casa.com.br

O minimalismo é a opção decorativa que se resume em estética e funcionalidade. “Esses cômodos são marcados por peças lisas, poucas cores e zero excessos.

O tom predominante é o branco, mas também é possível utilizar outras tonalidades neutras, como bege, cinza e preto. Esse estilo é o que mais valoriza a iluminação natural que, por sua vez, deve atingir a casa por completo. Para alcançar esse efeito, vale apostar em cortinas com tecidos finos e com bastante transparência, para garantir mais leveza ao local”, sugere.

Escandinava

<span class=”hidden”>–</span>Alessandra Okasaki/Minha Casa

A decoração escandinava se define por um visual simples e aconchegante. “A elegância desse tipo de produção vem dos itens com linhas sóbrias, cores neutras e muita textura.

Em geral são cômodos práticos, funcionais, sem excessos e ambientados de forma elegante, que misturam elementos clássicos e modernos, como por exemplo almofadas, mantas e demais peças em diferentes cores e formatos”, completa.

Continua após a publicidade

©