No último dia 8, foi realizada a cerimônia que revelou os vencedores do Prêmio VEJA SP de Melhor Ambiente CASACOR. O evento, cheio de emoção, aconteceu em um coquetel no Bar Caracol, da CASACOR, com 59 ambientes criados por 68 arquitetos, decoradores e paisagistas, que concorreram em nove categorias, como Melhor Estúdio e Melhor Loft ou Casa.

Para selecioná-los – tarefa nada fácil –, um time de nove jurados, composto por Alexandre Sales, sócio-proprietário do Estúdio Tarimba e coordenador no Istituto Europeo di Design, Regina Galvão, jornalista de arquitetura e design, entre outros, apontou os destaques da 35ª edição dessa mostra icônica que, pela primeira vez, ocupou o mezanino do edifício Conjunto Nacional, em plena Avenida Paulista.

Para Livia Pedreira, presidente do conselho curador da CASACOR, o evento foi um momento para celebrar o trabalho desenvolvido com a colaboração de muitas mãos. “Ele envolve a participação não só dos arquitetos, designers e paisagistas como também dos fornecedores da indústria e do varejo. Em conexão, esse time une todas as pontas para se conectar com o consumidor e trazer inspiração sobre um novo jeito de morar”, ela conta.

“Nossa participação na CASACOR alia inovação e tecnologia, com novidades que se tornam verdadeiras obras de arte”, revela Sonah Lee, diretora de marketing da LG, uma das empresas patrocinadoras da premiação.

Por sua vez, Flávia Telles Schmidt, gerente-geral de marketing da Tegra, incorporadora que também patrocinou o evento, expressa a importância de apoiar tanto os novos talentos quanto os arquitetos renomados. “Arte, design, arquitetura e paisagismo têm tudo a ver com o nosso negócio. E a CASACOR tem o mesmo cuidado e capricho com os detalhes que nós seguimos em nossos empreendimentos”, conta a executiva, explicando a sinergia entre a mostra e a empresa.

Conheça aqui os vencedores em cada categoria:

  • Melhor Loft ou Casa

Sertão Portinari, de Nildo José

Com cores inspiradas em O Cangaceiro, quadro de Candido Portinari, o ambiente conta, exclusivamente, com móveis e objetos de produção nacional.

  • Melhor Cozinha Integrada ou Espaço Gourmet

Casa ETÉ Duratex, da Todos Arquitetura

Colorido, de alma brasileira, o espaço foi produzido totalmente com itens de produção nacional.

  • Melhor Ilha de Bem-Estar e Paisagismo

Senses Hall Deca, de Roberto Migotto

Um espaço de 530 metros quadrados, inspirado nas culturas orientais, onde os visitantes puderam sentar e relaxar.

Continua após a publicidade

  • Melhor Suíte

Casa LG, de Otto Felix

O ambiente pegou carona no edifício Conjunto Nacional e se inspirou no modernismo, com tijolo de vidro, móveis setentistas e madeira escura.

  • Melhor Uso de Obra de Arte

Artsy Lounge, de Sig Bergamin, e Um Jeito Novo do Mesmo Jeito, de Marina Linhares

O uso de obras de arte como elemento decorativo foi uma tendência tão forte nessa edição da CASACOR que a categoria teve empate no resultado.

  • Melhor Living ou Lounge

Um Jeito Novo do Mesmo Jeito, de Marina Linhares

A mistura de um ambiente confortável com objetos cheios de personalidade, ideal para ler um livro ou receber os amigos.

  • Melhor Estúdio

Estúdio Bereshi, de Barbara Dundes

O desafio de integrar quarto, sala e cozinha em um mesmo espaço foi cumprido com maestria pela arquiteta, estreante na CASACOR. “É um orgulho enorme ser reconhecida nessa premiação, já na minha primeira participação na CASACOR, competindo com tantos colegas experientes”, disse Barbara, ao receber o prêmio.

  • Melhor Espaço Comercial ou Funcional

Cerâmica Brennand, da Metro Arquitetura

Com tons terrosos e design nacional, itens utilitários, como bandejas e jarros, ganham o papel de obras de arte.

  • Melhor Banheiro Público

Baluwé Exu O’Nan, de Guto Andrade

Inspirado em Exu, o ambiente tem referência aos antigos reinos africanos. “Pertenço à terceira geração familiar de adeptos de umbanda e candomblé e quis trazer ao ambiente uma mensagem de respeito e tolerância”, conta o arquiteto.

Continua após a publicidade

©