Instalação rápida, limpeza prática, conforto térmico e excelente acústica: esses são alguns dos principais benefícios do piso vinílico, mas você sabia que ele também pode ser um importante aliado em uma reforma?

O vinílico pode ser instalado sobre outros pisos já existentes, ou seja, você não precisa remover o piso antigo. De cara, já evita transtornos como sujeira, aluguel de caçambas e o vai e vem de entulho.

Mas como isso é possível? Que cuidados precisam ser tomados antes de fazer a sobreposição dos pisos? A Tarkett responde:

Posso instalar piso vinílico sobre cerâmica?

Linha Essence 30, da Tarkett.
Linha Essence 30, da Tarkett.Divulgação/Casa.com.br

Seja na versão colada ou na clicada, o vinílico pode ser instalado sobre pisos já existentes, não apenas de cerâmica, mas também de cimento e pedras (mármores e granitos polidos), por exemplo.

No caso específico da cerâmica (e também do porcelanato), você só precisará remover o piso existente se as placas estiverem desniveladas, soltas e/ou apresentarem juntas maiores do que 5 mm, espessura que pode deixar o piso marcado.

Por outro lado, o vinílico não pode ser instalado sobre superfícies como qualquer tipo de piso de madeira ou de cimento queimado, ardósia e outros tipos de vinílico, por exemplo, pois é impossível garantir a estabilidade e qualidade de acabamento nestas superfícies.

Continua após a publicidade

Como instalar piso vinílico sobre cerâmica?

Ambiente com piso vinílico amadeirado.
Piso Vinílico Cor Novara (Régua) – Linha Piemonte – Tarkett.Tarkett/Casa.com.br

Antes de mais nada, é preciso analisar a situação do piso existente. Ele necessariamente precisa estar nivelado, seco, curado e limpo para que a sobreposição com o vinílico seja um sucesso.

Mão de obra profissional é fundamental: lembre-se que os fabricantes de piso vinílico oferecem garantia contra defeitos de fabricação, mas não de instalação, portanto, não economize nessa etapa!

Continua após a publicidade

A limpeza do revestimento que será substituído também é importante. Recomenda-se retirar restos de cola e de tinta da superfície para evitar que o novo revestimento apresente marcas após a instalação. Se houver trincas, o jeito é apicoar e refazer o contrapiso.

Ambiente com piso vinílico com padrão amadeirado.
Piso Vinílico Cor Viareggio (Régua) – Linha Solare Coleção Tirreno – Tarkett.Tarkett/Casa.com.br

Se o modelo de piso vinílico escolhido for o colado, é preciso aplicar massas de compostos cimentícios para preparar a base e, se também for o caso, nivelar desníveis e ondulações de até 10 mm para receber o vinílico. Assim, a superfície estará pronta para as placas e réguas fixadas com adesivo assim como na aplicação convencional (confira detalhes no vídeo abaixo):

Continua após a publicidade

Se o modelo de vinílico for clicado, é possível ir mais rápido do que o colado, pois os modelos clicados dispensam o uso de adesivo graças ao sistema de encaixe entre peças.

Acredite, dá pra ser AINDA mais rápido: alguns modelos de pisos vinílicos clicados rígidos podem, também, dispensar a etapa de preparação de contrapiso para sobreposição de pisos de cerâmica com juntas até 3 mm (confira no vídeo abaixo):

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

©