Linha Essence 30, da Tarkett.Divulgação/Casa.com.br

Fechar a varanda com vidro e utilizar o espaço para aumentar a área social do apartamento é algo cada vez mais comum – principalmente pelo aumento da oferta de imóveis com o cômodo com metragens generosas. No entanto, na hora de integrar os ambientes, muitas vezes a escolha é por repetir o piso da área interna. E aí é preciso tomar cuidado: acertar na escolha dos acabamentos é fundamental para evitar problemas recorrentes em varandas, causados pela maior exposição à umidade e aos raios UV.

Se o piso da sala é do modelo vinílico, ele pode ser replicado também na área externa? Quais as condições necessárias e quando é melhor evitar? Alex Barbosa, assistente técnico da Tarkett, responde abaixo:

Posso instalar piso vinílico em varanda?

Sim, o piso vinílico pode ser instalado em varanda, desde que a sacada esteja fechada e protegida, ou seja, envidraçada para evitar a entrada de umidade vinda da chuva e protegida com cortinas ou alguma película contra os raios UV. “Uma vez fechada, a varanda passa a ser considerada um ambiente interno”, explica Alex Barbosa, assistente técnico da Tarkett. “Se ela for totalmente aberta, o que é mais comum nas varandas de apartamentos menores, passa a ser considerada uma área externa e o vinílico é contraindicado neste cenário específico”, completa.

Por que não posso instalar piso vinílico em varanda aberta?

O piso vinílico não pode ser instalado em varanda aberta porque o excesso de exposição aos raios solares, somado ao contato frequente e contínuo com umidade, são condições que acabam danificando o piso, que não é produzido para esta aplicação. “A exposição direta e contínua aos raios UV, sem qualquer tipo de proteção, provoca o desbotamento, um problema que não afetaria somente o piso, mas também outros acabamentos, como o tecido dos estofados, por exemplo”, orienta Alex. Embora o piso vinílico colado seja lavável, a exposição à umidade da chuva pode até não o estragar como faria com um laminado e derivados de madeira, por exemplo, mas o acúmulo de poças de água pode causar o descolamento das peças com o tempo.

Como evitar problemas com piso vinílico em varanda?

Além de investir no envidraçamento, cortinas e películas, conforme orientado acima, os especialistas indicam a instalação de pisos vinílicos mais adequados para este cenário de instalação. Mesmo envidraçadas, sempre pode haver o risco de esquecer de fechá-las em um dia de chuva, e para evitar qualquer dor de cabeça, o ideal é escolher pisos vinílicos do tipo colado (e não clicado) para varandas – basta secar o excesso de água. “Hoje também existem tecnologias associadas à fabricação do piso, como a Extreme Protection da Tarkett, que reforçam a proteção aos raios UV no próprio produto, ou seja, é uma camada de segurança adicional, que se complementa às medidas que você pode tomar na própria varanda”, completa Alex.

Continua após a publicidade

©