Neste projeto de Carina Dal Fabbro, o casal de moradores precisava de cantinhos separados para trabalhar com privacidade. Para isso, a arquiteta montou áreas independentes de trabalho no quarto e na varanda seguindo a premissa de ter apenas os itens essenciais nos espaçosBuzina de Imagem/Casa.com.br

Com a pandemia, o home office virou realidade para boa parte das pessoas e se tornou uma tendência que veio para ficar.

Com o aumento da produtividade dos funcionários e a praticidade do trabalho remoto, muitas empresas nem pensam em voltar ao regime 100% presencial, investindo, algumas vezes, em formatos híbridos. Com isso, a demanda por um local de trabalho adequado segue alta nos projetos residenciais.

<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Pinterest

“Muito mais do que mesa, cadeira e computador, o escritório é um cantinho que merece muita atenção, afinal passamos boa parte do nosso dia ali”, lembra a arquiteta Carina Dal Fabbro, que está à frente do escritório que leva seu nome.

Além dos móveis corretos e das questões de ergonomia, também vale pensarmos detalhadamente na organização diária desse local para torná-lo ainda mais funcional e estimulante.

Pensando nisso, a arquiteta listou algumas dicas para ter um cantinho nota dez!

Por onde começar

Muito mais do que um cantinho bonito, ter um home office organizado e confortável pode trazer ganhos significativos em produtividade e bem-estarRafael Renzo/Casa.com.br

Para que o espaço de trabalho seja perfeito, convém pensar, antes de mais nada, na ergonomia e na organização.

“Afinal, é um lugar onde você vai passar várias horas do dia. Nada mais justo do que deixá-lo o mais agradável e confortável possível”, pontua Carina.

Projeto de Carolina BordoncoKadu Lopes/Casa.com.br

A primeira recomendação é que se invista em uma cadeira ergonômica para o escritório e em uma mesa que respeite as dimensões necessárias a fim de evitar desconfortos.

“A altura da mesa costuma variar entre 70 e 75 cm, podendo ser maior ou menor quando consideramos a estatura do morador”, orienta a profissional.

Projeto de Macro ArquitetosRenato Navarro/Casa.com.br

Além disso, também é essencial priorizar a iluminação. O ideal é que a mesa fique próxima da janela para que o usuário possa usufruir da luz natural. Para dias mais escuros ou na hora de trabalhar à noite, uma luminária de mesa é importatíssima!

Continua após a publicidade

Só o necessário sobre a mesa

<span class=”hidden”>–</span>Token Home/decoist

Após os cuidados com o mobiliário, o primeiro passo para quem quer organizar a mesa de trabalho é deixar sobre a bancada apenas os itens que são utilizados continuamente, ou seja, computador ou notebook, porta-lápis e bloco de anotações.

“Quanto mais coisas sobre o móvel, mais fácil é de chegar ao visual ‘entulhado’. Isso atrapalha a nossa concentração e dá espaço para a bagunça aparecer. Os itens que não são usados com frequência podem ficar armazenados em gavetas, por exemplo”, conta Carina.

Gavetas sempre bem-vindas

Espaço de armazenamento é o que não falta neste escritório. Foram instaladas prateleiras, armários e a bancada ainda conta com gavetasBruno Cardi/Casa.com.br

Para manter o propósito de ter à vista somente o essencial, Carina recomenda que, se possível, invista em modelos de mesa com gavetas embutidas.

“Assim, é possível organizar e até mesmo setorizar o que não deixamos em cima da mesa. Na primeira gaveta, por exemplo, mantenha documentos, agendas e pastas necessários durante a rotina de trabalho. Nas gavetas seguintes, vale guardar o que é utilizado e consultado esporadicamente”, diz Carina Dal Fabbro.

Prateleiras deixam tudo de fácil acesso

Se estendendo por toda a parede, as prateleiras acomodam objetos, livros e documentos dos moradores. Para setorizar o espaço de cada um, Carina desenhou um gaveteiro super funcionalRafael Renzo/Casa.com.br

Carina recomenda investir, ainda, em prateleiras, nichos e estantes como forma de otimizar o espaço de armazenamento e fazer valer o espaço vertical.

Quadros aramados também são uma boa opção e podem servir para acomodar recados e lembretes importantes, como datas de entrega, planejamentos e calendários.

Caixas organizadoras e acessórios

<span class=”hidden”>–</span>Proud House Studio Co/decoist

Não se pode falar em organização e esquecer das tão famosas caixas organizadoras, não é mesmo?!

“No caso do escritório, as mais indicadas são feitas de papelão, que servem para guardar desde pastas a papéis soltos. Além disso, elas também podem ser etiquetadas para que fique mais fácil identificar o que está sendo guardado”, recomenda a arquiteta.

“Outro ponto positivo das caixas é que elas podem ser empilhadas, de modo que não ocupam muito espaço no escritório”, continua.

Projeto do Studio AG ArquiteturaProdução Visual: A+G arquitetura/Fotos: Juliano Colodeti, do MCA Estúdio/Casa.com.br

Além disso, a arquiteta recomenda investir em divisórias ou organizadores internos para as gavetas, que podem ser usados para separar os clips, post-its, canetas, réguas, fitas adesivas e outras miudezas de papelaria que podem se perder ou bagunçar com facilidade.

Por fim, o uso de revisteiros no chão ou nas laterais da mesa também é uma boa opção para otimizar o espaço e manter tudo organizado.

Continua após a publicidade

©