Restaurar móveis antigos permite dar asas a criatividade e imaginação na criação de peças únicas, trazendo um toque original e personalizado à decoração de ambientes, além de ser uma alternativa mais sustentável.

Abaixo, Adele Fazioli, sócia do Arco da Velha Ateliê, listou alguns itens que podem ganhar um novo significado e dá dicas de como utilizá-los:

1. Folha de janela

Folha de janela restaurada
Folha de janela restauradaFoto Divulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

Pode parecer improvável, mas uma folha de janela, após a restauração adequada pode se transformar em um espelho com cabideiro incrível.

Ambiente com folha de janela - Programa Você Renova
Ambiente com folha de janela – Programa Você RenovaDivulgação/Casa.com.br

“Garimpei algumas janelas que eu acreditava que ficariam bonitas e transformamos em algo que poderia ser útil em qualquer lar, sem perder o toque de originalidade. Essa peça, inclusive compôs o cenário do Programa ‘Você Renova’ da Discovery H&H, apresentado por Eva Mota”, conta Adele.

Ambiente com folha de janela
Ambiente com folha de janelaDivulgação / Arquivo Cliente/Casa.com.br

Dito isso, não é preciso muito para deixar o ambiente incrível com uma peça como essa, que ganhou um super ressignificado após a restauração. No programa, a peça compunha um hall de entrada que dava um charme todo especial ao cenário.

O cabideiro com espelho também pode trazer muita elegância para ambientes como salas de estar ou jantar.

2. Grades de portões ou janelas

Grade como cabeceira de cama
Grade como cabeceira de camaDivulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

“Eu, particularmente, gosto muito de grades, e quanto mais cheias de rococós e detalhes, mais sucesso fazem”, comenta Adele.

Ambiente com grade como divisória
Ambiente com grade como divisóriaDivulgação/Casa.com.br

O que antes eram portões e grades de janelas podem virar cabeceiras de cama, divisores de ambientes, e até mesas de centro. São muitas as peças e objetos que as grades podem se transformar, basta ter inspiração e criatividade.

“Não tenho projetos próprios com grades, por isso, separei duas opções de ambientes apenas como referência para mostrar como as grandes podem ser versáteis na hora de decorar”.

3. Poltronas e cadeiras antigas

Poltrona antiga com estampa no estilo patchwork
Poltrona antiga com estampa no estilo patchworkDivulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

“Essa poltrona foi garimpada por nós nas Casas André Luiz. No Ateliê, trocamos toda a tapeçaria e restauramos a parte estrutural de madeira. Os tecidos, patchwork colorido, foram escolhidos a dedo, com total liberdade de estampas, para levar a qualquer ambiente além de uma peça única, muita alegria e personalidade”.

Continua após a publicidade

Ambiente com cadeira restaurada
Ambiente com cadeira restaurada.Divulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

Pode parecer um simples detalhe, mas cadeiras e poltronas restauradas, além de serem peças únicas, ainda são funcionais, já que não são apenas objetos de decoração.

Nesta sala de estar, por exemplo, a cadeira complementa toda a decoração retrô do ambiente.

4. Vitrais e janelas de ferro

Ambiente com vitral.
Ambiente com vitral.Divulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

Janelas de ferro e vitrais com vidros antigos trazem muito charme, alegria e aconchego aos ambientes ao serem instaladas em novos locais.

“Os vitrais são atemporais, pois eram muito utilizados antigamente, e hoje em dia aplicados em espaços específicos da casa trazem um ar de diversão e fazem toda a diferença na decoração”, explica Adele.

Ambiente com vitral.
Ambiente com vitral.Divulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

Por ser uma peça eclética, os vitrais podem ser aplicados em qualquer ambiente, seja na cozinha, no banheiro, ou mesmo em espaços externos. Afinal, é possível encontrarmos vitrais dos mais variados estilos e cores para deixar o seu lar com a sua cara.

5. Portas

Ambiente com porta restaurada
Ambiente com porta restauradaDivulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

Além de restaurar móveis antigos e dar a eles uma nova cara, é possível, por meio de materiais de demolição, criar algo totalmente novo e de qualidade excepcional, garantindo resistência e longa vida útil a peça.

Porta com material de demolição - Pinho de Riga.
Porta com material de demolição – Pinho de Riga.Divulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

“Essa porta é um exemplo de utilização de material de demolição, ou seja, ela não existia. Nós utilizamos madeira de lei, sendo produzida toda de pinho de riga, tem grades lindas, detalhes nas folhas, desenhos nos veios, apliques da mesma madeira e, é claro, muito charme”.

Ambiente com porta restaurada
Ambiente com porta restauradaDivulgação / Arquivo Pessoal/Casa.com.br

As portas podem cumprir sua função real, dando um toque único as entradas das casas ou ambientes, mas também é possível utilizá-las de outros modos.

“Não é só uma questão de transformar peças que já existem e dar um ressignificada, é também criar peças novas a partir desses materiais”, finaliza Adele.

Continua após a publicidade

©