<span class=”hidden”>–</span>Succulent Alley/Reprodução

A espada-de-são-jorge parecia quase esquecida por um tempo antes de ser redescoberta como planta ornamental há alguns anos. O que a torna tão especial não é menos sua aparência imponente e as texturas das folhas, o cultivo fácil também é impressiona.

Existem mais de 70 espécies diferentes da planta. Reunimos as mais interessantes na lista abaixo para identificação das variedades de Sansevieria.

1. Sansevieria bacularis

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta Sansevieria tem folhas de até 170 cm de cm. Elas são de cor verde escura com faixas transversais claras. As pontas das folhas são macias. As flores brancas aparecem na primavera e têm uma listra roxa.

  • Local quente e luminoso
  • Leve ao ar livre no verão
  • Regue com moderação
  • Tolera curtos períodos secos
  • Não é resistente

2. Sansevieria burmanica

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Até 13 folhas verticais, lineares como lanças, ficam juntas em uma roseta. Atingem um comprimento entre 45 e 75 cm e são de cor verde grama com faixas claras. Têm até três listras verticais na parte superior lisa da folha.

A margem da folha é verde e a planta pode ficar branca com a idade. Dão origem a inflorescências branco-esverdeadas, semelhantes a panículas, com um comprimento de 60 a 75 cm.

  • Local ensolarado a parcialmente sombreado
  • Temperatura em torno de 20°C e não abaixo de 14°C
  • Regue moderadamente
  • Reduza a rega no inverno 14 dias de fertilização no verão
  • Substrato: terra para vasos com alta proporção de areia

3. Sansevieria concinna

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria vem da África do Sul. As folhas eretas e lanceoladas crescem de um rizoma espesso e ficam juntas em uma roseta. Atingem um comprimento entre 15 e 25 cm e são de cor verde com faixas transversais verde-claras.

A superfície da folha é lisa e a borda não é endurecida. Aparecem inflorescências brancas em forma de espinho que podem ter entre 15 e 30 cm de comprimento.

  • Plante em um local com sombra
  • Temperatura durante todo o ano a 20°C
  • Regue moderadamente
  • Não tolera alagamentos
  • Deixe o solo secar um pouco entre as regas
  • Fertilize da primavera ao outono
  • Substrato: levemente arenoso

4. Sansevieria cylindrica

<span class=”hidden”>–</span>Marlon Machado/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria vem originalmente da África do Sul. Não é muito comum. As folhas colunares e eretas podem ter até 1 m de comprimento e 2 a 3 cm de espessura. Elas são de cor verde a acinzentada. As plantas jovens geralmente têm faixas transversais verde-escuras.

As folhas muitas vezes ficam um pouco enrugadas com a idade. Existem várias formas cultivadas desta sansevieria, como “Spaghetti”, “Skyline” e “Patula”.

<span class=”hidden”>–</span>Marlon Machado/Reprodução
  • Requer muita luz Adora um local ensolarado
  • Coloque ao ar livre no verão
  • Regue uniformemente
  • Tolera curtos períodos secos
  • Pelo menos 60% de umidade
  • Temperatura em torno de 20°C
  • Fertilize da primavera ao outono com fertilizante de cactos ou fertilizante líquido para suculentas

5. Sansevieria francisii

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta Sansevieria vem originalmente do Quênia e cresce em forma de tronco com folhas viradas para cima. A altura é de 30 cm. Elas são marmoreadas de verde escuro a verde claro e afunilam até um ponto. As plantas formam seguimentos com vários brotos. Estes podem ser usados para propagar estacas.

  • Adora um local ensolarado a parcialmente sombreado
  • Também tolera sol escaldante
  • Regue com moderação
  • Deixe o solo secar antes
  • Não tolera alagamentos
  • Fertilize da primavera ao outono
  • Temperatura durante todo o ano a 20°C, e não abaixo de 15°C
  • Substrato: terra de cactos ou mistura de terra para vasos, areia fina, grânulos de argila
  • Propagação: estacas de folhas, corredores

6. Sansevieria hyacinthoides

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Em África, região nativa desta planta, ela cresce em pequenos grupos densos à sombra das árvores. As folhas podem atingir um comprimento de 120 cm.

São de cor verde com faixas transversais verde-escuras, muito largas e com caules curtos. Elas ficam juntas frouxamente em uma ampla roseta. A planta forma rizomas longos.

  • Local ensolarado a sombreado
  • Pelo menos 4 horas de sol por dia
  • Temperatura 20 a 30°C
  • Regue moderadamente
  • Substrato permeável

7. Sansevieria liberica

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria vem originalmente da República Centro-Africana e da África Ocidental. Até seis folhas em forma de cinto a pontas de lança, semelhantes a couro, ficam juntas em um broto, quase na vertical.

Elas podem ter de 45 a 110 cm de comprimento e são de cor verde escura com faixas transversais verde-claras. A extremidade da folha é ligeiramente pontiaguda e de cor branca com a idade. A margem foliar levemente cartilaginosa é marrom-avermelhada.

Continua após a publicidade

As flores brancas são dispostas frouxamente em panículas. O caule da flor pode ter entre 60 e 80 cm de altura.

  • Prefere locais sombreados
  • Regue com moderação
  • Não tolera alagamentos
  • Deixe o solo secar entre as regas
  • Temperatura 20 a 30°C
  • Substrato: bem drenado, seco, um pouco granulado

8. Sansevieria longiflora

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

A África também é casa desta espada-de-são-jorge. Lá esta Sansevieria cresce principalmente em Angola, Namíbia e Congo. As folhas verde-escuras são levemente manchadas em faixas. Atingem um comprimento de 150 cm e têm entre 3 e 9 cm de largura.

Na ponta da folha há um espinho marrom de 3 a 6 milímetros de comprimento. A margem da folha é endurecida e de cor marrom-avermelhada a amarelada. Têm flores brancas semelhantes a panículas.

  • Crescer em locais ensolarados a sombreados
  • Regue moderadamente
  • Não tolera alagamentos
  • Em vez disso, deixe secar um pouco
  • Temperatura 20 a 30°C
  • Substrato: arenoso e bem drenado

9. Sansevieria parva

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria cresce principalmente no Quênia, Uganda e Ruanda. As folhas verde-escuras com faixas transversais escuras ou claras são lineares a lanceoladas. Florescem em branco a rosa. As plantas são muito fáceis de cuidar, portanto excelentes para iniciantes .

  • Dê muita luz Adora um local ensolarado
  • Também tolera sombra parcial
  • Temperaturas 20 a 30°C
  • Substrato: algo granular e permeável
  • Regue com moderação

10. Sansevieria raffilii

<span class=”hidden”>–</span>Succulent Alley/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria é nativa do Quênia e da Somália. Os rizomas chegam a até 5 cm de espessura crescem eretos, folhas lanceoladas podem ter até 150 cm de comprimento.

Manchas verde-amareladas ou faixas transversais irregulares estão presentes na base das folhas verdes. As marcações podem desaparecer em plantas mais velhas.

A margem da folha é endurecida e de cor marrom-avermelhada. As inflorescências são em forma de panícula e de cor branco-esverdeada e atingem um comprimento de 90 e 120 cm.

  • Cultive em um local com sombra
  • Regue com moderação
  • Evite alagamentos
  • Temperatura 20 a 25°C
  • Substrato: solto, bem drenado, arenoso

11. Sansevieria senegambica

<span class=”hidden”>–</span>Succulent Alley/Reprodução

Sua casa é na África Ocidental. Até quatro folhas são dispostas frouxamente em uma roseta. Eles crescem na vertical, afunilam até um ponto e dobram ligeiramente para trás. A superfície da folha é de cor verde escura com faixas transversais pouco visíveis.

A parte inferior é mais brilhante, mas as faixas transversais são claramente visíveis. O comprimento da folha é de 40 a 70 cm. A margem da folha é verde. As flores brancas estão juntas em panículas. Elas brilham roxo ao sol. As hastes das flores têm 30 a 50 cm de cm.

  • Prefere um local com sombra
  • Regue moderadamente
  • Não tolera alagamentos
  • Temperatura 20°C
  • Substrato: permeável e solto

12. Sansevieria subspicata

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta variedade Sansevieria é originária de Moçambique. As folhas lanceoladas crescem eretas e são ligeiramente dobradas para trás. Elas têm um comprimento de 20 a 60 centímetros, afilam-se a um ponto e são de cor verde a levemente azulada.

A margem da folha é verde e descolorida de branco com a idade. As flores branco-esverdeadas estão juntas em panículas. As inflorescências têm 30 a 40 cm de altura.

  • Plante em um local ensolarado a parcialmente sombreado
  • Regue com moderação
  • Não tolera alagamentos
  • Temperatura 20 a 25°C
  • Substrato: ligeiramente arenoso, solto e permeável à água

13. Sansevieria trifasciata

<span class=”hidden”>–</span>LeveL6.de/Reprodução

Esta é provavelmente a espécie de Sansevieria mais conhecida. Ela vem da África Ocidental. Nesta região também é conhecida como planta cobra ou língua da sogra. Folhas lineares lanceoladas crescem de rizomas rastejantes. Atingem comprimentos de 40 a 60 cm e são verde-grama com faixas transversais brancas a verde-claras.

A variedade “Laurentii” que possui listras longitudinais amarelas douradas ao longo das margens das folhas é muito popular. Existem várias formas cultivadas desta espécie, como o “Hahnii” com folhas coloridas ou “Chama Dourada” com listras amarelas douradas. Esta Sansevieria cresce particularmente bem em vasos muito estreitos.

  • Cultive em um local ensolarado a parcialmente sombreado
  • Evite o sol escaldante
  • Temperatura 20°C, não abaixo de 14°C
  • Mantenha o solo moderadamente úmido
  • Tolera a seca por pouco tempo
  • Evite alagamentos Substrato: terra para vasos com 50% de aditivos argilosos e arenosos
  • Fertilize da primavera ao outono com fertilizante de cacto ou fertilizante líquido para suculentas
  • Propagação: sementes, estacas de folhas, deslocamentos

14. Sansevieria zeylanica

<span class=”hidden”>–</span>David J. Stang/Reprodução

Esta espécie de Sansevieria é nativa do Sri Lanka. Lá, a Sansevieria cresce em áreas secas arenosas e rochosas. Elas têm um crescimento reto e podem atingir uma altura de 60 a 70 cm. As folhas verde-brancas são um pouco coriáceas.

Linhas verdes e levemente onduladas percorrem a superfície da folha. As plantas formam um sistema radicular plano. Replantio só é necessário se as raízes ameaçarem estourar o pote. Então a planta também pode ser dividida.

  • Plante em um local ensolarado a parcialmente sombreado
  • Regue com moderação
  • O solo deve estar completamente seco entre as regas
  • Fertilize uma vez por mês com fertilizante para cactos ou fertilizante líquido para suculentas

*Via Succulent Alley

Continua após a publicidade

©