A bancada de porcelanato foi a escolhida para esta cozinha, projeto da VilaVille Arquitetura.JP Image/Divulgação

É comum surgirem dúvidas na hora de construir ou reformar. Escolher os materiais nem sempre é fácil. Não se trata apenas de pensar na estética ou, por outro lado, observar somente as qualidades técnicas.

Boas opções devem conciliar beleza, funcionalidade e praticidade. E isso vale muito quando o assunto é o revestimento para as bancadas da cozinha, banheiro e área gourmet. Há muitas opções – e para todos os bolsos – no mercado. Mas nem todas vão bem em todos os ambientes.

Projeto de Eliane VenturaRenata D’Almeida/Casa.com.br

As arquitetas Fabiana Villegas e Gabriela Vilarrubia, à frente do escritório Vilaville Arquitetura, explicam que os melhores tipos de bancadas para áreas molhadas são os revestimentos frios, como porcelanatos, granitos, corian, quartzo ou dekton, já que eles não absorvem água e não mancham.

“Muitas pessoas optam por mármores, mas, apesar de ser uma pedra natural, ele não é recomendado para a bancada da cozinha e do banheiro, pois absorve muita água, mancha e risca mais facilmente que o granito”, revela Fabiana.

Resistência e impermeabilidade

Foto colorida mostra bancada de cozinha em granito de tom bege. Ao lado, uma churrasqueira a lenha.

Segundo as profissionais, se a superfície é grande, bancadas de porcelanato podem ser uma ótima opção, já que são produzidos artificialmente e podem ter tamanhos que chegam aos 1,80 x 0,90 m.

Outro diferencial desse material é a variedade de cores e desenhos que as peças podem ter. Mas aqui um detalhe é importante: é preciso contar com uma empresa especializada para fazer o corte da peça.

Projeto do Studio Tan GramEstúdio São Paulo/Casa.com.br

Se a opção for materiais naturais, o granito é uma boa pedida e possui bastante resistência a temperaturas e impactos. Já o corian, explica Gabriela, é um material sintético composto de resina acrílica e hidróxido de alumínio. Ele não mancha, é bastante resistente e ainda permite reparos.

Por sua vez, o quartzo é uma pedra artificial. Por isso, é um material não poroso e que não precisa de impermeabilização. “Algumas empresas adicionam pigmentos e pequenas quantidades de vidro ou partículas metálicas para gerar variedades de cores e texturas nesse material, que é bem fácil de limpar”, diz a arquiteta.

Continua após a publicidade

Projeto do Atelier Cho ThompsonSamara Vise/BowerBird

Da mesma forma, o dekton também é um material composto por uma mistura de matérias-primas, usadas na fabricação de porcelana, vidro e superfícies de quartzo. Essa característica torna o dekton bastante resistente e impermeável. Ele é produzido por uma empresa europeia.

Por outro lado, a madeira e o MDF são materiais que não devem ser usados em bancadas, de acordo com as arquitetas do VilaVille Arquitetura. “Eles são permeáveis, portanto, não são indicados para locais com muito contato com água”, diz Gabriela.

Para todos os bolsos

Foto mostra área gourmet com bancada de madeira e tampo em granito preto, com mesa de refeições em posição perpendicular, em madeira com tampo rústico e seis cadeiras de palha.

As arquitetas revelam que o granito é a opção mais barata para as bancadas, além de ser a mais comum entre os brasileiros.

Já o revestimento cerâmico pode ser uma alternativa econômica. “Porém, não é aconselhado para locais com muito uso, especialmente com manuseio de alimentos, já que ele exige rejunte e é um acabamento poroso, ou seja, com o tempo, pode escurecer e absorver a sujeira.

Projeto Studio Tan-GramEstúdio São Paulo/Casa.com.br

“O Corian é a opção mais cara, mas você pode ter a bancada e a pia no formato que quiser. É possível criar formas com ele e escolher entre várias cores”, afirma Fabiana.

Segundo ela, apesar de ser um produto com custo maior, oferece vantagens extras. São elas: não mancha nem risca com facilidade porque não é poroso, não tem emendas aparentes e não propaga fogo.

Projeto de Shirlei ProençaRenato Navarro/Casa.com.br

Na hora de escolher, as profissionais revelam que é importante considerar a frequência de uso. “Em primeiro lugar, você deve ficar atento à durabilidade e à resistência do material. Depois, devemos pensar na estética a na composição deste produto no seu ambiente.

Hoje, trabalhamos muito com bancadas esculpidas em porcelanato, pela qualidade do produto e também pela variedade de acabamentos que o mercado oferece. Assim, com tantas opções disponíveis, é fácil casar a bancada da cozinha, o banheiro ou a área gourmet com o restante do projeto”, arremata Fabiana.

Continua após a publicidade

The post Conheça as principais opções para bancadas de cozinha e banheiro appeared first on CASA.COM.BR.

©