<span class=”hidden”>–</span>Gardeners World/Reprodução

Astromélia, também conhecida como lírio peruano e lírio dos incas, pois é originária da América do Sul, é uma planta perene bem resistente, conhecida por flores de verão vistosas e de cores vivas.

As flores nascem do meio do verão ao meio do outono, variando de cor em vermelho, laranja, roxo, rosa e amarelo, além de tons mais suaves de rosa e branco.

As flores de astromélias são carregadas em cachos de caules de folhas robustas e são atraentes e marcadas no interior, criando uma aparência exótica, semelhante a um lírio. Astromélia também é popular como flor de corte, pois as flores são duradouras. Ela em sido uma planta popular, pois é resistente e fácil de cultivar.

<span class=”hidden”>–</span>Patricia Alejandra/Pixabay/Reprodução

Nos últimos anos, os criadores de plantas introduziram muitas variedades espetaculares de uma gama de cores mais ampla e qualidades de floração mais longas, incluindo variedades compactas que são especialmente adequadas para cultivo em vasos. As flores também são atraentes para abelhas e insetos polinizadores.

Como cultivar a astromélia

Jardim florido de astromélias em diversas cores.

Astromélia é uma herbácea perene resistente, o que significa que vive por muitos anos, e que entra em estado de dormência a cada inverno. Idealmente, plante as astromélias na primavera para que elas possam se instalar antes da floração, espaçando-as com 60 cm de distância. Para arranjo de flores, cultive em um local afastado ou em um “remendo de mudas” se você tiver espaço.

Onde cultivar a astromélia

Galho de astromélia sendo podado com tesoura de jardinagem.

As astromélias parecem fantásticas em um jardim ensolarado entre outras plantas perenes e arbustos, e ficam particularmente boas com rosas. Elas também podem ser cultivadas em vasos. Precisam de pleno sol para florescer bem e devem ser cultivadas em solo razoavelmente fértil e bem drenado.

Escolha um local abrigado, de preferência longe dos ventos fortes, e adicione matéria orgânica ao solo antes do plantio. Em vasos, use um sem turfa e composto para vasos à base de terra.

Como cuidar da astromélia

Flor branca com pintas rosas de astromélia.

Regue-as recém-plantadas durante os períodos de seca até que se estabeleçam, mas tome cuidado para não regar demais, pois as raízes carnudas são suscetíveis ao apodrecimento. Astromélias que crescem em vasos devem sempre ser regadas regularmente para manter o composto uniformemente úmido.

Continua após a publicidade

Durante longos períodos de seca, as plantas de jardim podem receber uma rega completa ocasional para aumentar a floração. Alimente no verão com um fertilizante de alto teor de potássio, como uma ração líquida de tomate.

<span class=”hidden”>–</span>Halley Pacheco de Oliveira/Wikimedia Commons

Variedades mais altas de astromélia se beneficiam de estacas para apoiar caules carregados de flores, usando galhos de “varas de ervilha”, bastões e cordas, ou diferentes designs de suporte de plantas disponíveis para compra.

Assim que as flores murcharem, em vez de apenas cortar a cabeça morta, remova o caule inteiro puxando-o suavemente da base da touceira – isso estimula um novo crescimento.

Como escolher a astromélia como flor de corte

<span class=”hidden”>–</span>Alejandro Bayer Tamayo/Wikimedia Commons

É uma excelente flor de corte, pois dura semanas em um vaso. Para colher, retire todo o caule puxando-o pela base, depois apare para caber no vaso. Troque a água a cada poucos dias para manter as flores frescas.

Como propagar a astromélia

<span class=”hidden”>–</span>Gardeners World/Reprodução

Como a maioria das plantas perenes, as astromélias formam aglomerados de raízes que crescem com o tempo. Após vários anos, grandes touceiras podem ser divididas: isso produz mais plantas e também rejuvenesce as plantas congestionadas quando a floração começa a diminuir.

Divida as astromélias no início da primavera. Elas têm raízes carnudas semelhantes a tubérculos que podem danificar-se facilmente, por isso levante e manuseie com cuidado, dividindo a touceira em vários pedaços e replantando imediatamente em solo beneficiado com matéria orgânica.

Astromélia jovem: resolução de problemas

<span class=”hidden”>–</span>Alejandro Bayer Tamayo/Wikimedia Commons

Dadas as condições certas, as astromélias são fáceis de cultivar e raramente sofrem problemas. O excesso de umidade no inverno pode fazer com que as raízes carnudas apodreçam, portanto, certifique-se de que as plantas do jardim estejam crescendo em solo de drenagem livre.

Mova as plantas cultivadas em vasos para um local protegido de fortes chuvas: uma vez dormentes, os vasos podem ser colocados de lado se permanecerem ao ar livre.

Lesmas e caracóis podem atacar o crescimento jovem da primavera. Esteja atento e, se necessário, proteja com uma barreira ou isca ecológica.

*Via GardenersWorld

Continua após a publicidade

The post Como plantar e cuidar de astromélias appeared first on CASA.COM.BR.

©