<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

A empresa de arquitetura Yuko Nagayama & Associates, com sede em Tóquio, construiu uma série de cabanas transparentes em forma de lágrima dentro de uma floresta na cidade de Hokuto, província de Yamanashi, Japão.

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

O tamanho, a altura e a posição das barracas foram determinados por varreduras 3D do ambiente natural, como a posição das árvores, a direção dos galhos e a propagação das folhas. Desta forma, a vegetação circundante reflete-se não apenas na superfície das tendas, mas também no seu design.

Um novo jeito de contemplar a floresta

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

O projeto busca destacar a experiência de estar na floresta e olhar para os arredores. Como as barracas tradicionais costumam atrapalhar essa experiência, os arquitetos japoneses tiveram a ideia de deixar as estruturas totalmente transparentes.

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

As tendas em forma de lágrima foram montadas em uma floresta de bétulas brancas, cada uma com sua própria função e propósito. Uma pode ser usada como local de dormir, outra como canto de leitura.

Continua após a publicidade

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

Quando vista de dentro da lágrima, a paisagem externa fica um pouco embaçada ou ofuscada por um brilho de luz, adicionando um toque um tanto místico à experiência.

Formato de lágrima

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

Embora Yuko Nagayama & Associates tivesse a opção de montar as barracas em um prado vazio, a equipe escolheu a floresta densa como local do projeto.

Cada uma das tendas tem uma forma redonda com um topo pontiagudo, tal como uma lágrima ou uma tradicional boneca japonesa Okiagari Koboshi. Cada barraca está voltada para uma direção diferente.

<span class=”hidden”>–</span>Yuko Nagayama and Associates/Reprodução

As estruturas são altas e seus topos inclinados se destacam entre as árvores, mesmo à distância. O espaçamento entre as estruturas foi determinado com base em cenas 3D precisas da floresta criadas usando uma tecnologia chamada Matter-Port.

*Via Designboom

Continua após a publicidade

©