<span class=”hidden”>–</span>Pixabay/CicloVivo

A arnica é mais uma das plantas que além de lindas têm propriedades medicinais comprovadas. Com flores de um amarelo vivo, a Arnica montana (nome científico) é conhecida por ser um potente anti-inflamatório e analgésico natural, benefícios identificados em alguns estudos científicos.

De origem europeia, a arnica também é encontrada nas montanhas da América do Sul e atinge cerca de 70cm de altura. No Brasil, pelo clima, o seu cultivo é mais difícil, mas pode ser realizado em regiões de serra.

<span class=”hidden”>–</span>Pixabay/CicloVivo

Para poder usufruir dos benefícios da planta, o mais comum são as pomadas ou cremes que tem a arnica como ingrediente. É importante reforçar que estes produtos devem ser usados apenas externamente e que, para qualquer tratamento de saúde, é indispensável uma consulta a um profissional da área.

De modo geral, as propriedades da arnica ajudam no tratamento de lesões musculares, como entorses, pancadas e traumas. Além disso, a planta também é usada como princípio ativo em tratamentos de inchaços e hematomas, ajudando também a aliviar a dor.

Continua após a publicidade

<span class=”hidden”>–</span>Wallace Fonseca-Unsplash/CicloVivo

Existem diversas opções de pomadas de arnica que já vem prontas, mas quem quiser pode fazer a sua com apenas 3 ingredientes, que podem ser encontrados em lojas especializadas e de produtos naturais.

Mas atenção, no Brasil existem algumas plantas que são chamadas de arnica-brasileira ou arnica-do-campo e as propriedades destas espécies ainda não foram amplamente estudadas. Portanto, certifique-se de estar usando a Arnica montana europeia.

Creme de arnica caseiro e natural

Woman’s hand touching a creame in open jarEelenathewise-Depositphotos/CicloVivo

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de flores de arnica.
  • 50 gramas de azeite.
  • 1,5 colheres de chá de cera de abelha. Se quiser fazer um creme vegano pode usar cera de carnaúba ou cera de soja.

Modo de preparo:

  1. Em uma panela pequena em fogo bem baixo, misture as flores de arnica e o azeite. Quando começar a borbulhar, desligue.
  2. Deixe a mistura de óleo descansar por 1-2 horas em um local seco.
  3. Em seguida, coe a mistura de óleo e você descarte as flores.
  4. Despeje o óleo em uma panela limpa e seca e adicione a cera de abelha. Coloque a mistura em fogo baixo até que a cera derreta, mexendo lentamente.
  5. Despeje a mistura obtida em um recipiente limpo e deixe esfriar até obter uma consistência cremosa.
  6. Guarde o creme de arnica longe do calor e use em até um mês depois do preparo.

Veja mais conteúdos como este no site do Ciclo Vivo!

Continua após a publicidade

©