Por: Natasha Olsen 

Além do colorido e perfume de flores, frutas e folhas, seu jardim pode receber muitas espécies de animais. Se borboletas e abelhas garantem a polinização e joaninhas ajudam a manter o equilíbrio biológico, os pássaros também têm um papel importante neste “mini ecossistema”.

Entre outras funções, as aves ajudam na polinização, dispersão de sementes e controle de outras espécies que podem atacar suas plantas. Além de tudo somam beleza e o som de diferentes cantos, que trazem benefícios comprovados para a nossa saúde.

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>Pixabay/CicloVivo

Mas, como fazer com que o nosso jardim seja um bom lugar para as aves nativas e até migratórias? A primeira regra é: crie um ambiente que atraia os pássaros, para que eles venham livremente e se mantenham livres para ir – ou seja: nada de gaiolas. Ao invés disso, adote algumas medidas que vão aumentar as chances de trazer esses animais para o seu jardim e que ajudem a criar um ambiente em que os pássaros tenham segurança e alimentos.

Quer saber como fazer isso? Seguem algumas dicas! Mas, antes de mais nada, vale lembrar que os pesticidas e alguns fertilizantes são uma ameaça para a biodiversidade, o que inclui as aves.

Como atrair e manter pássaros no jardim

1. Variedade de plantas, variedade de vida

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>iStock/CicloVivo

Quanto mais diverso for um ambiente, mais formas de vida vão coexistir neste local, em equilíbrio. Isso vale para plantas e animais. Cada espécie de pássaro tem suas preferências: alguns gostam de árvores mais altas, outros ciscam no chão para encontrar alimento, os arbustos são ideais para os ninhos de algumas aves e outras não resistem às árvores frutíferas.

Quanto mais espécies de plantas você conseguir “encaixar” no quintal, mais espécies de animais vai atrair, e isso inclui os desejados pássaros. Nesse sentido, as plantas ricas em néctar podem ser um convite ainda mais especial.

Uma dica importante para quem tem árvores ou arbustos no quintal é observar a existência de ninhos na hora de podar. Se encontrar um ninho, espere até o nascimento dos filhotes para os cortar galhos.

Continua após a publicidade

2. Plante espécies plantas nativas

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>James WainscoatTapish/Unsplash/CicloVivo

Segundo a Audubon, organização focada na proteção de pássaros, os “jardins com mais plantas nativas tendem a ter oito vezes mais pássaros do que jardins com gramados e plantas exóticas”. As árvores e plantas nativas são um atrativo para os pássaros da sua região, fornecendo o abrigo e o alimento ideal para estas espécies em áreas preservadas e também no seu quintal.

Na hora de escolher o que plantar, reproduzir o ambiente natural e biodiverso da sua região é sempre a melhor pedida porque as espécies nativas são perfeitamente adaptadas ao clima e solo locais. Além de plantas com mais chance de crescerem fortes e bonitas, você tem mais chance de atrair as espécies que gostam destas plantas.

3. Deixe que eles construam seus ninhos

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>Tapish/Unsplash/CicloVivo

Os pássaros usam uma variedade de materiais para construir seus ninhos. Galhos secos, resto de grama, folhas, barro ou até pelo de outros animais (o que inclui o seu cachorro). Por isso, deixe estes materiais disponíveis para as aves. Se for “limpar” o seu quintal, mantenha uma pilha de folhas secas, galhos, palha e tudo aquilo que puder ser usado para receber os ovinhos.

Uma dica é colocar este material ao redor das árvores. A matéria orgânica oferece proteção e nutrientes ao solo e faz parte do ciclo natural de um ecossistema equilibrado.

4. Caixas são melhores que “casinhas”

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>Pixabay/CicloVivo

Se quiser oferecer espaços para os pássaros se instalarem no seu jardim, prefira caixas de nidificação ao invés de casinhas ornamentais, que muitas vezes priorizam à estética e não a funcionalidade. O ideal é que a caixa tenha buracos com tamanhos diferentes, para receber espécies diferentes de pássaros. Se tiver espaço para mais caixas, opte por aproximar caixas com entradas de tamanhos similares, porque pássaros da mesma espécie tendem a voar juntos.

5. Comida e água

5 dicas para ter um jardim cheio de pássaros
<span class=”hidden”>–</span>Rod LongTapish/Unsplash/CicloVivo

Em um ambiente biodiverso, os pássaros encontrarão alimentos sem problemas, sejam sementes, insetos, frutas ou até pequenos animais, como é o caso das corujas. Então, o ideal é deixar que eles comam aquilo que a natureza oferece e garantir este equilíbrio. Lembre-se que os pássaros podem ajudar a controlar “pragas” que se não tiverem predadores naturais vão atacar suas plantas.

Veja mais conteúdos como este no portal do Ciclo Vivo!

Continua após a publicidade

©