A cozinha é uma das partes mais importantes da casa, afinal é nesse ambiente as pessoas se reúnem para comer, preparam os alimentos e, principalmente, passam horas de convivência prazerosa.

Diante da importância que ganharam nos últimos anos, ganhando até a função de ser um espaço para receber visitas, as cozinhas planejadas ganharam o imaginário do brasileiro, que possui interesse em ter uma visão diferente para este cômodo.

Projeto de PB Arquitetura. Na foto, cozinha com marcenaria preta, ilha e bancada de refeições.
Projeto de PB Arquitetura.Henrique Ribeiro/Casa.com.br

Ter uma cozinha planejada significa aproveitar ao máximo o espaço do imóvel, afinal, com um projeto sob medida, é possível otimizar cada detalhe, criando armários e soluções específicas para o ambiente.

“As pessoas passaram a querer mais praticidade dentro das próprias casas, e o auxílio de profissionais e ferramentas que concluam os projetos de maneira adequada, mesmo que apenas em um cômodo é essencial”, explica Jaqueline Maraschin, diretora de marketing do grupo Cyncly na América Latina.

Abaixo, confira cinco dicas para já começar a seguir antes do início das obras e a construção da sua cozinha planejada:

Continua após a publicidade

Defina um orçamento

Projeto de Paula Muller. Na foto,
Projeto de Paula Muller.Produção visual: Comfi_Arq/Fotos: Maura Mello/Casa.com.br

Uma cozinha planejada, além de trazer praticidade e melhor alocação de eletrodomésticos, bancadas e utensílios, pode abrigar mais itens do que uma cozinha tradicional.

Mas antes de iniciar um projeto, é importante entender qual é o orçamento disponível, assim como os itens obrigatórios e sua qualidade. Muitas vezes comprar itens mais baratos para economizar na montagem do espaço pode causar dores de cabeça no futuro.

Faça um projeto completo antes das obras começarem

Projeto de Fernanda Dabbur. Na foto, cozinha com bancada branca e marcenaria cinza.
Projeto de Fernanda Dabbur.Evelyn Muller/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Atualmente, existem softwares e programas que ajudam no planejamento para construir a cozinha ideal, como o Promob Professional Plus. Essa etapa é fundamental, pois o que será desenhado e decidido no projeto estará presente na cozinha da família, por isso, é fundamental considerar:

  • O espaço disponível: deve-se medir o tamanho da cozinha, incluindo as dimensões das paredes, do piso e do teto;
  • As necessidades de quem vai utilizá-la: é importante identificar as necessidades de uso, como a quantidade de armários e gavetas, a quantidade de eletrodomésticos que será incluído, etc;
  • O esboço da cozinha: deixe pronto um esboço da cozinha para visualizar a disposição dos móveis;
  • O espaço vertical: aproveite o espaço vertical para armazenamento, utilizando prateleiras e armários que vão até o teto;
  • O espaço embaixo da pia não pode ser esquecido: utilize o espaço embaixo da pia para armazenar produtos;
  • Personalização: já que a cozinha está sendo planejada, deixe ela de acordo com as necessidades e gostos pessoais, escolhendo móveis e eletrodomésticos que toda a família goste e que sejam funcionais.

Defina a paleta de cor

Projeto de Andrea Balastreire. Na foto,
Projeto de Andrea Balastreire.Rafael Renzo/Casa.com.br

Uma simples escolha de cores é capaz de transformar qualquer ambiente, e com a cozinha não seria diferente. O preto e o branco são cores clássicas para a cozinha, que tanto podem ser usadas nos armários e bancada quanto nos eletrodomésticos, mas nada impede que outros tons possam ser bem utilizados, desde que conversem com o restante do ambiente.

Projeto de Raphael Assaf Arquitetura. Na foto, cozinha americana integrada com marcenaria preta e backsplash de azulejos brancos.
Projeto de Raphael Assaf Arquitetura.Re Freitas/Casa.com.br
Continua após a publicidade

É fundamental escolher um ponto de destaque para a decoração, a pintura e o revestimento de móveis. Cores marcantes podem destacar uma personalidade mais criativa e alegre dos moradores.

Capriche na iluminação

Projeto de Fernanda Dabbur. Na foto, cozinha com bancada branca e marcenaria clara.
Projeto de Fernanda Dabbur.Fernando Crescenti/Casa.com.br

Um erro comum é acreditar que apenas uma luz central para o espaço será suficiente para tudo que se faz na cozinha. Para não deixar nenhum ponto sem a luz necessária, uma alternativa é utilizar spots de led. Com boa potência e tamanho reduzido, esses spots conseguem atingir o seu objetivo e ainda serem econômicos no consumo de energia.

Continua após a publicidade

Casa de 200 m² ganha estilo industrial moderno, iluminação aparente e monocromia. Projeto de Dani Espírito Santo. Na foto, cozinha com marcenaria cinza, revestimento geométrico e serralheria.
Projeto de Dani Espírito Santo.Produção: Produ & Decor / Fotos: Favaro Jr/Casa.com.br

A melhor indicação é colocá-los no local de preparo dos alimentos, onde a luminosidade precisa ser boa, pois tudo precisa ser visto com clareza.

Podem estar embutidos ao teto ou anexados ao móvel.

Avalie a durabilidade dos móveis

Cozinha verde mint e mesa de trabalho em destaque marcam este apê de 90 m². Projeto Suellen Figueiredo. Na foto, cozinha com armário menta e lavanderia.
Projeto Suellen Figueiredo.Luiz Franco/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Um projeto personalizado possui um custo mais elevado, porém, no longo prazo, será menos vantajoso se a qualidade dos móveis não for um fator determinante na escolha.

Projeto de PB Arquitetura. Na foto, cozinha em estilo shaker com ilha branca e marcenaria branca.
Projeto de PB Arquitetura.Photons Fotografia/Henrique Ribeiro/Casa.com.br

Uma cozinha planejada tem o potencial de durar por muito tempo, sendo fundamental prezar pela qualidade dos materiais, acabamentos, puxadores e ferragens mais resistentes ao desgaste de uso.

Além das dicas citadas acima, é sempre válido ter um profissional que acompanhe a construção e execução do projeto, afinal, essa reforma ou construção deverá fazer parte do dia a dia de uma família por muitos anos.

Produtos para cozinha

Publicidade

©