A iluminação natural carrega consigo a sensação de bem-estar. Na integração entre a sala de estar e o jantar – que ganhou existência onde originalmente era a varanda –, a arquiteta Marina Carvalho conseguiu abranger a luminosidade, que adentra o fechamento de vidro, por toda área social.Evelyn Müller/Casa.com.br

Um dos elementos chave de qualquer projeto de decoração é o aproveitamento da luz natural, já que um ambiente bem iluminado parece mais fresco, vivo e aconchegante.

Mas como sabemos que a tendência são os apartamentos pequenos, amontoados no meio de outros prédios, que até mesmo o Sol para secar a roupa no varal é difícil, separamos algumas dicas para fazer parecer que seu espaço possui mais luz natural do que ele realmente tem.

1. Espelho, espelho meu

Projeto de Brise Arquitetura.Juliano Colodeti, do MCA Estúdio/Casa.com.br

Essa é uma questão de física, mesmo. Os espelhos são superfícies que refletem a luz, então, com espelhos na decoração dá para aproveitar cada raiozinho de Sol e fazer ele se espalhe pela sala. Para quem estiver disposto a dar um passo a mais, os móveis espelhados, como mesas e balcões, podem ser uma forma não usual de incorporá-los nos ambientes.

2. Evite o pretinho

Projeto de Mouve Arquitetura.Julia Ribeiro/Casa.com.br

Tons escuros podem ser ótimos no guarda-roupa e também em alguns ambientes, mas para os locais com baixa luminosidade, eles são péssimos. Cores como preto e marrom, tanto em móveis quanto em peças de decoração, como tapetes, absorvem a luz e deixam o espaço mais quente, abafado e até um pouco mórbido. 

As cores claras (não necessariamente só o branco) ajudam a levantar a atmosfera, e iluminam também por reflexão da luz. 

Continua após a publicidade

3. Não tenha medo de brilhar!

AC Móveis Marcenaria LtdaReprodução AC Móveis Marcenaria Ltda/Pinterest

Sinta-se livre para incorporar elementos brilhantes na sua decoração. Não estamos falando de móveis com glitter (mas se você gostar deles, vá em frente!), e sim daquelas peças com a superfície envernizada, chamada gloss, ou laca brilhante. Eles são muito elegantes e versáteis, servindo perfeitamente para salas, cozinhas e quartos.

Opções claras dessas peças ajudam a espalhar a luz que entra pelas janelas. 

4. Luz artificial

Projeto de Henrique Ramalho.Produção visual: Studio Jefferson Stunner/Fotos: Juliano Colodeti/Casa.com.br

Essa é meio óbvia, mas quem não tem cão, caça com gato. As luzes artificiais são essenciais, mesmo em um local com boa iluminação. Uma boa dica para escolher a melhor opção é buscar lâmpadas de espectro total. Elas são feitas para simular a luz natural, portanto são mais quentes. 

5. Invista em plantinhas

<span class=”hidden”>–</span>Balcony Garden Web/Reprodução

Se tudo der errado, plantas são a solução! Encontre espécies que não precisam de muita luminosidade como antúrios, orquídeas, pequenos cactos e algumas folhagens. Elas manterão o frescor da casa, purificando o ar, além de darem vida ao ambiente.

Mas não exagere nos vasos, muitas plantas podem acabar cobrindo as suas entradas de luz.

Continua após a publicidade

©