Mesmo que o verão tenha começado agora, é provável que você já tenha sentido a mudança de clima e a chegada do calor tropical tipicamente brasileiro.

As altas temperaturas nessa época sempre foram comuns, mas, diante das mudanças climáticas, elas aumentaram mais do que o esperado; e isso está afetando o nosso cotidiano. Para lidar com a situação, mantemos ventiladores e ar-condicionado ligados por mais tempo, o que afeta o consumo de energia e, consequentemente, a conta de luz.

O que esperar do verão 2024? Kim Lima, Diretor de Comercial e Marketing da Evolua Energia,  separou algumas dicas de como economizar nesse período. Confira a seguir:

1. Cuidado com o uso de ventilador e ar-condicionado

Temperatura alta: 7 dicas para evitar problemas de saúde no calor
<span class=”hidden”>–</span>Reprodução/Casa.com.br

Usar o ventilador em vez do ar-condicionado é a melhor saída. Melhor ainda se você optar por aparelhos de chão ou mesa, pois os ventiladores de teto costumam consumir mais energia.

Contudo, como estamos falando de Brasil, sabemos que nem sempre o ventilador consegue deixar o ambiente numa temperatura confortável, sendo necessário, muitas vezes, o uso de ar-condicionado. Por isso, na hora de escolher o modelo, se atente a alguns itens: o selo Procel A, que indica que o eletrodoméstico é mais econômico, e a função de inverter.

Gif de ursinhos deitados em frente de ventilador.

Continua após a publicidade

“Além disso, lembre-se de fechar portas e janelas quando for ligar o ar-condicionado, de modo que o ar frio não se dissipe e o aparelho tenha de operar com mais potência para manter a temperatura”, completa Kim.

2. Melhore a eficiência da geladeira

Outro eletrodoméstico que pode passar a consumir mais energia é a geladeira, principalmente se houver a necessidade de aumentar a potência de refrigeração. Para que o impacto não seja tão grande na conta de luz, fique atento a alguns cuidados:

  • Prefira uma geladeira com selo Procel A;
  • Posicione-a em um local com boa circulação de ar, distante de fogão, forno e torre quente;
  • Mantenha o eletro pelo menos 10 centímetros longe da parede para não aquecer a parte de trás;
  • Não coloque roupas ou panos para secar nas grades de trás da geladeira;
  • Evite deixar a geladeira muito cheia, principalmente com potes, e não cubra as prateleiras com plásticos nem tecidos, pois isso prejudica a circulação do ar frio;
  • Verifique se a vedação está em boas condições;
  • Caso a sua geladeira não seja do modelo “frost free”, não deixe o freezer com acúmulo de gelo;
  • Mantenha a porta bem fechada e procure abrir poucas vezes durante o dia.

3. Aproveite a iluminação natural

Quando o ambiente é amplo e tem janelas, a iluminação durante o dia é muito melhor e quase não há necessidade de manter lâmpadas acesas. Por isso, prefira usar os cômodos que tenham melhor iluminação natural para tarefas que exigem um ambiente mais claro.

Continua após a publicidade

Colocar a mesa de trabalho ou estudo, por exemplo, perto de uma janela é uma maneira de fazer isso e economizar energia.

Quando o sol abaixar ou o dia estiver nublado, o uso de lâmpadas é indispensável. Então, prefira opções mais econômicas, como as lâmpadas de LED, que consomem menos energia e não dissipam calor para o ambiente.

4. Use o chuveiro no modo verão ou desligado

O chuveiro elétrico é um dos principais vilões da conta de luz; portanto deve ser usado com responsabilidade. Aproveite o calor do período para usá-lo no modo verão ou até mesmo desligado. Em algumas casas, a posição da caixa d’água recebe o calor do sol, deixando a água, mesmo natural, em uma temperatura mais agradável.

Continua após a publicidade

Para quem gosta de tomar um banho quentinho, pode ser um pouco mais difícil se acostumar. Se for o seu caso, evite, pelo menos, usar o chuveiro na potência máxima (modo inverno). Isso já ajuda a diminuir o consumo de energia.

5. Consuma energia solar

Temperatura alta: 7 dicas para evitar problemas de saúde no calor

Seguindo as dicas, você vai perceber como o seu consumo de energia vai diminuir e como isso vai impactar a sua conta de luz. Mas, para economizar ainda mais, você pode optar pela energia solar, que é uma energia limpa e mais barata.

Continua após a publicidade

Considerada uma matriz energética limpa e renovável, a energia solar tem crescido de forma exponencial no Brasil e no mundo por conseguir otimizar a eficiência energética. Além do baixo impacto ambiental, uma vez que se trata de uma fonte renovável e não emite poluentes durante o processo de geração, a energia solar também se destaca por conseguir trazer economia na conta de luz aos brasileiros.

“Hoje, graças aos avanços e o suporte cada vez mais desenvolvido da tecnologia, quem não quiser fazer obra em casa ou investir na instalação de painéis, pode optar por contratar um serviço de energia solar gratuitamente via modelo de assinatura, modalidade em que a energia gerada em parques solares é inserida nas companhias de distribuição e, após isso, compartilhada entre os usuários do serviço”, explica Kim Lima.

Continua após a publicidade

Publicidade

©