Duffy London/Designboom

Em meio à crise ambiental que estamos vivendo, não param de surgir ideias inovadores pautadas na sustentabilidade. E isso é realmente animador. Caso do Hari Pontoon, um táxi aquático feito de bambu, desenvolvido pelo estúdio de design inglês Duffy London. De fácil cultivo, baixo custo, rápido crescimento e naturalmente flutuante, o bambu ainda é forte o suficiente para aguentar o peso dos passageiros — assemelha-se à resistência das fibras de vidro e fibras de carbono. “Queríamos fazer uma embarcação sustentável que fosse extremamente prática, espaçosa e segura”, diz o fundador do Duffy London, Chris Duffy.

O meio de transporte funciona com um único motor elétrico movido a energia solar e produz até 60 cavalos de força e uma velocidade que varia entre 8 a 10 nós. “Acreditamos que uma embarcação feita de 98% bambu, 2% de energia solar e tecnologia de bateria pode superar os modelos mais modernos”, afirma Duffy. Segundo ele, não há motivos para usar materiais caros e prejudiciais ao meio ambiente, quando temos um suprimento quase ilimitado e barato de bambu à nossa porta.

Duffy London/Designboom

O projeto de criação do Hari Pontoon surgiu de uma colaboração entre o Duffy London e a cadeia de hotéis Living Waters, que está planejando um novo empreendimento na Indonésia. Como trata-se do maior país insular do mundo, as embarcações são um meio de transporte essencial para apoiar a economia local e também para conectar as comunidades.

Os baixos custos de manutenção e os custos operacionais quase nulos do Hari oferecem aos clientes uma alternativa de transporte com energia limpa e viável. A pegada de carbono dessa embarcação seria totalmente paga dentro de seis meses de funcionamento.

Duffy London/Designboom

 

©











Loading...