Reprodução/Casa.com.br

Não, isso não é computação gráfica ou uma ilustração de Alice no País das Maravilhas. Ainda que pareça estranho, construções de cabeça para baixo existem pelo mundo e nos oferecem, bem literalmente, uma nova perspectiva dos espaços e objetos que nos cercam. Descubra mais sobre o mundo bizarro (e fascinante) da arquitetura invertida!

Reprodução/Casa.com.br

A primeira “casa de cabeça para baixo” foi construída na Europa, em Szymbark, na Polônia, no ano de 2007 e fazia parte de um centro de educação. O arquiteto Daniel Czapiewski queria fazer uma crítica à tumultuosa história política do país, representada pela construção “desordenada”.

Reprodução/Casa.com.br

Também na Europa está a Die Welt Steht Kopf (“o mundo está de cabeça para baixo”) a casa familiar mais fotografada do continente e a primeira construção invertida da Alemanha. Ela foi a primeira a também inverter os interiores, inclusive os móveis.

Reprodução/Casa.com.br

A casa é organizada em dois níveis e foi concebida pelos empresários poloneses Klaudiusz Gołos e Sebastian Mikazuki, juntamente com o designer Gesine Lange.

Reprodução/Casa.com.br

A Haus Steht Kopf, na Áustria, é mais uma atração turística da arquitetura de ponta-cabeça do que uma residência, propriamente. Seguindo o exemplo da Die Welt Steht Kopf da Alemanha, a residência é completamente mobiliada para oferecer aos visitantes a oportunidade de “ver o mundo da perspectiva de um morcego”.

Reprodução/Casa.com.br

A equipe de design enfatiza a ideia do estranho, ou a transformação de uma experiência familiar em algo estranho. “As coisas comuns tornam-se excitantes novamente, os objetos familiares parecem novos e interessantes. Todos os móveis estão no teto, até mesmo o carro estacionado na garagem pode ser admirado de baixo”, comentam.

Reprodução/Casa.com.br

Na Rússia, o curador Alexander Donskoy apresentou, em 2018, aquela que ele chama de a “maior casa invertida do mundo”. A construção é uma obra de arte pública em grande escala e custou à equipe mais de 350.000 USD para concluí-la. O interior é inteiro mobiliado como se pessoas realmente vivessem ali: a geladeira está abastecida e as gavetas têm roupas dobradas.

Hoje, existem casas de ponta-cabeça nos Estados Unidos, Turquia, Canadá e até Taiwan. E aí, o que achou da arquitetura invertida? Gostaria de visitar (ou morar!) em uma construção assim?

©











Loading...