Jeroen van de Water/Unsplash

A tarifa da energia tradicional tem batido recordes no Brasil devido à escassez de chuvas e aumento de demanda – e isso tem deixado muitos com medo do futuro próximo. Sendo assim, alternativas – como a energia solar e a eólica – têm se tornado o caminho a seguir quando o assunto é economia para amenizar a crise climática e os impactos da poluição por combustíveis fósseis no mundo.

Vivint Solar/Unsplash

A Europa é um exemplo disso, cerca de 5% da demanda energética já é coberta por instalações fotovoltaicas – isso graças às iniciativas de governos e startups inovadoras.

Gustavo Fring/Pexels

Esse tipo de fonte energética também tem ganhado espaço no Brasil. A Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR) realizou um levantamento que diz que o país ultrapassou a marca de meio milhão de conexões de geração própria de energia a partir da fonte solar fotovoltaica.

Pixabay/Pexels

Desde 2012, a modalidade instalou cerca de 5,8 gigawatts (GW) de potência operacional, sendo responsável pela atração de mais de R$ 29 bilhões em novos investimentos, em sua maioria por residências e pequenas e médias empresas.  Conhece os benefícios da energia solar? Rodrigo Freire, CEO da Holu, destaca alguns:

1. Economia imediata 

 

Vivint Solar/Unsplash

Como as placas solares garantem uma redução de até 95% na conta de luz mensal, desde o primeiro momento após a instalação, seu investimento acaba sendo pago dentro de alguns anos. Além disso, o usuário terá pelo menos 20 anos de energia limpa sem qualquer custo adicional.

2. Valor

 

Sandra Parra/Unsplash

Segundo o Laboratório Nacional Lawrence Berkeley (EUA), a energia solar contribui para a valorização do imovel entre 4% e 6%. Isso porque é um investimento de longo prazo, que gera economia durante toda a sua vida útil.

Veja também

3. Sustentável 

 

Vivint Solar/Pexels

Produzindo uma energia limpa, renovável e sustentável, a alternativa ajuda a reduzir significativamente:

  1. A dependência de combustíveis fósseis como derivados de petróleo;
  2. O consumo de água (usado pelas termelétricas e usinas nucleares);
  3. A emissão de gases do efeito estufa, dentre outros benefícios de ordem ambiental;

4. Baixa necessidade de manutenção

 

Vivint Solar/Pexels

A limpeza do sistema pode ser feita pelo próprio usuário uma vez por ano, com uma mangueira e pano.

5. Alta resistência

 

Holu/Reprodução

Parte da longa vida útil dos sistemas de energia solar é efeito de sua resistência, que os protege dos danos causados pela natureza – como chuvas, ventos ou até mesmo granizo.

6. Inclusão social 

 

Alex Bierwagen/Unsplash

Essa é uma das melhores alternativas para regiões isoladas, onde não há rede elétrica ou optam por geradores a diesel ou óleo combustível – por ter instalação simples e baixo custo. 

©











Loading...