Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

Imagine o deleite de contemplar o nascer e o pôr do sol entre as colinas da Toscana, na Itália. Foi essa imagem bucólica que inspirou esta casa de 1.200 m² no município de Bragança Paulista, interior de São Paulo, onde um casal com dois filhos pequenos encontra repouso em meio ao verde. “Tentei criar um templo de bem-estar para eles”, conta Deborah Roig, autora do projeto. “Antes de comprar o imóvel, a família me chamou para entender se ele tinha potencial de se tornar o que ela queria. Estava semipronto e era bem acanhado, sem atrativos externos, mas a vista era imbatível.” Pudera: o terreno de 4 mil m² ocupa um ponto alto e privilegiado da Quinta da Baroneza, em Bragança Paulista, a 90 km da capital. Dali se enxerga toda a amplitude do condomínio, com sua hípica, seus campos de golfe e lagos.

 

Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

A leveza dos interiores vem da farta luz natural e do décor bem dosado. Os toques modernos em nada corrompem o ar de casa de campo
 
Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

Pronta no final de 2019, após um ano de obras, a residência incrementou-se com varandas, nova fachada e uma generosa área de lazer para crianças e adultos. “A proposta original não continha nada do que os proprietários desejavam. Eles vislumbravam toques de modernidade e uma piscina com borda infinita”, continua. A primeira vontade dos clientes era seguir linhas contemporâneas. No entanto, quando Deborah soube que eles possuem uma vinícula na Itália, sugeriu que combinássemos aspectos vanguardistas com que sonhavam ao jeito campestre do entorno, sempre com referências ao estilo de vida da Toscana.

Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

Entre os pedidos do casal figurava uma academia, que, por sugestão da profissional, acabou se transformando em um SPA completo, com direito a saunas seca e úmida, banheira de hidromassagem, duchas, sala de terapias corporais e um cantinho para praticar ioga, atividade que a moradora adora. Tudo isso fica reunido em um novo pavilhão com telhado verde, rodeado por painéis de vidro, ao lado da piscina. Próximo dali, outra opção de descanso recai sobre a praça com poltronas de balanço de madeira, que sugere encontros em torno do fogo. O paisagismo rico em texturas, aromas e cores, com árvores frutíferas, capim-do-texas e lavandas, carrega a assinatura de Gilberto Elkis.

Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

A metragem da construção (cuja primeira versão fora concebida pelo escritório Marcos Tomanik Arquitetura) acomoda com folga sete suítes, living com lareira, sala de jantar, home theater, brinquedoteca, adega e ala gourmet. As grandes esquadrias metálicas em tom de grafite se encaixam nas paredes de tijolos, em um mix entre o rústico e o atual, linguagem que norteou toda a remodelação. Nos interiores, poucos móveis, escolhidos criteriosamente, compõem ambientes equilibrados.

 

Uma casa de campo, mas com toques de modernidade (Foto: Gui Gomes)

 

No contexto de isolamento social, a família, que vive em São Paulo, aproveita a chance de desfrutar do refúgio ao máximo, indo e vindo da capital para o campo de tempos em tempos. “Eles estão ficando bastante lá, trabalhando em home office, e as crianças têm aula on-line”, afirma Deborah. “Acredito que, no geral, as pessoas descobriram que podem viver com mais qualidade. Este é o novo morar.” Para ela, saber que o resultado é um espaço não só agradável, mas também útil e apreciado, se revela um dos maiores prazeres da profissão. “Traduzir o sonho dos clientes é a parte mais incrível do meu ofício”, finaliza.
 

©











Loading...