Pense nos tons neutros como base do seu espaço, sobrepondo tons e texturas suaves, como madeiras e fibras naturais, linhos, lãs, algodões e afins, tendo em mente que o simples e atemporal faz parte da nova consciência, uma idéia que não é tão nova assim, afinal não foi Leonardo da Vinci quem disse que “a simplicidade é o mais alto grau de sofisticação”?
Ao escolher os tons, faça como John Saladino – siga o exemplo da natureza.
Se os materiais apresentarem um ou outro “defeito” entenda que a beleza está justamente nessas diferenças, assim como nós, seres tão interessantes e únicos justamente por nossas imperfeições.
Inspire-se nessa seleção pescada no ótimo Instagram Jenni Kayne

Via Instagram Jenni Kayne

©











Loading...