Yara Guerra/Casa.com.br

Vamos ser honestos: quando se trata de organização da casa, todo mundo sabe que a pior parte é a limpeza. Nem estamos falando da faxina pesada, mas mesmo aquela manutenção diária para tirar a poeira já pode ocupar um tempo precioso do dia que nem todos podem conceder.

Felizmente, tecnologias foram desenvolvidas para ajudar cada vez mais os donos de casa. Uma delas é o aspirador robô, que parece ter chegado para ficar em nossas casas.

Já estamos familiarizados com alguns modelos, mas, neste mês, a redação do Casa.com.br pôde testar um dispositivo inovador: o aspirador RoboVac G10 da Eufy, que é híbrido e, além de aspirar, também passa pano. Confira aqui o que achamos do produto:

Design elegante

Vale dizer que, quem curte unboxing, certamente vai gostar de abrir a caixa do RoboVac G10. Em uma caixa grande com todos os itens perfeitamente encaixados, é possível encontrar o robô de aparência elegante, cujo acabamento em vidro temperado preto brilhante o protege contra riscos – ideal para quem é pai de pet.

Eufy/Reprodução

Apesar de pesar 2,5kg, o que pode ser incômodo para alguns moradores, o dispositivo apresenta uma estatura bem baixa (7,25cm), o que lhe permite alcançar a área debaixo de sofás, camas e poltronas.

Voltando à caixa, ali vem, além do robozinho, a sua base de carregamento, um adaptador de alimentação, quatro escovas laterais (apenas duas podem ser usadas simultaneamente), dois filtros, uma ferramenta de limpeza, um tanque de água, dois panos de limpeza laváveis à máquina, uma almofada impermeável, quatro elementos de filtro, cinco braçadeiras de cabo (para organizar os fios no chão e liberar o espaço para o aspirador) e o manual de instruções.

Uma boa surpresa foi que, embora o manual seja impecavelmente explicativo, a configuração do G10 é bastante intuitiva. Foi muito fácil encaixar as peças e deixar o robô pronto para o trabalho.

Conectividade

Eufy/Reprodução

Uma vez instalado, é hora de colocar o aspirador para jogo. O primeiro a se fazer é conectá-lo à sua base de carregamento, que precisa ficar encostada à parede e afastada de outros objetos.

Na superfície do G10, um botão irá indicar se ele está sendo carregado (luz laranja), se houve um erro durante a limpeza (luz vermelha), ou se está carregado e pronto para ser utilizado (luz azul). Em 5 horas, é possível carregar a bateria, que dura alguns dias antes da próxima necessidade de carregamento e que nunca para no meio de uma limpeza.

Eufy/Reprodução

Em seguida, o usuário deve instalar o aplicativo EufyHome no celular, disponível para Android e iOS. É o app que vai dar os comandos para que o robô trabalhe, incluindo a intensidade da limpeza, o agendamento (sim! é possível deixá-lo limpando a casa quando se está fora), os percursos que ele deve seguir, a função de localizar o dispositivo, entre outros.

Testei colocar papéis picotados no chão para conferir se o RoboVac detectava e captavaYara Guerra/Casa.com.br

Essa conexão é feita a partir de uma rede Wi-Fi 2.4 GHz. Além disso, o G10 também é compatível com os assistentes Alexa ou Google Assistant, mas o aplicativo é tão intuitivo que dispensa os comandos por voz.

Por fim, o app EufyHome também informa sobre a condição das escovas e da bateria, para que o usuário se atente à troca/carregamento quando necessário.

Produto híbrido

 

Parte debaixo do RoboVac G10 com o tanque de água e o panoYara Guerra/Casa.com.br

Vamos falar agora do grande diferencial do RoboVac G10 da Eufy: o seu modo dual de limpeza. Além da sucção comum ofertada pela maioria dos aspiradores do mercado, ele também traz a opção de limpeza com um pano úmido.

Isso é possível a partir do encaixe do tanque de água abaixo do recipiente de pó. Essa instalação é super simples, assim como também é fácil remover o compartimento de pó e limpá-lo com a ferramenta que veio na caixa.

Para utilizar esta função, basta conectar o tanque de água, molhar o pano de modo a deixá-lo úmido e acoplá-lo ali embaixo também, a partir de velcro.

Eufy/Reprodução

No mais, se você espera uma super passada de pano, talvez possa se frustrar. O uso do mop está mais para um “wipe“, sem muita pressão ao piso – uma limpeza mais leve, para deixar o chão um pouco mais brilhoso e ajudar a remover os pós mais finos. Não é recomendado usar qualquer produto de limpeza no tanque, o que impede uma higienização mais profunda.

Veja também

É importante dizer que o robô foi testado em um quarto que aparentemente estava limpo. Mas, após o ciclo de limpeza, a caixinha de sujeira estava bem suja e empoeirada. Então talvez esta redatora que vos escreve precisasse mais do G10 do que se pensava (rs).

Eufy/Reprodução

De acordo com a equipe de marketing da Eufy, essa eficiência da sucção percebida por mim é uma das vantagens competitivas do dispositivo. “A sua tecnologia de navegação dinâmica inteligente permite até 2x a eficiência durante a limpeza. Deste modo, ele consegue concluir uma limpeza de rotina na metade do tempo, em comparação com um aspirador robótico padrão”, explicaram.

Além disso, o G10 oferece dois modos de sucção: o padrão e o max. O primeiro realiza uma limpeza mais suave, em 80 minutos.

Já o segundo propõe uma limpeza mais completa, em 40 minutos, o que também deixa o processo mais barulhento – nada de outro mundo, mas que pode incomodar quem está de home office e precisa se concentrar em outras atividades.

Atenção aos limites

 

Compartimento de pó e afins do RoboVac G10Yara Guerra/Casa.com.br

Além disso, atenção: embora o aspirador seja capaz de limpar superfícies como tapetes e carpetes, a Eufy recomenda que ele seja utilizado somente em pisos duros e planos.

A sua performance pode ser comprometida caso testada nestes outros materiais, uma vez que o robô pode se emaranhar nas bordas de tapetes e só consegue subir em objetos com menos de 16mm de altura. É também importante evitar espaços inferiores a 73mm para evitar que ele fique preso (coloque uma barreira física para bloquear estas entradas).

Tecniquês

 

Parte debaixo do RoboVac G10Yara Guerra/Casa.com.br

O RoboVac G10 vem nas cores preto ou branco, conta com uma bateria de 40 W, 2600mAh Li-ion e DC14.4V, um coletor de pó cuja capacidade é de 450 ml, um tanque de água de capacidade 130ml. Ademais, sua potência máxima de sucção é de 2000Pa, o tempo de carregamento é de 5 a 6 horas e o nível de ruído é de 55dB. As suas dimensões são 32.5 x 32.5 x 7.25cm.

Afinal, o que achamos?

Segundo a equipe de marketing da marca, “o público-alvo do RoboVac G10 são pessoas que trabalham o dia inteiro e não possuem tempo suficiente para limpar a casa todos os dias. Além disso, o equipamento é um bom assistente para pessoas que possuem animais de estimação que se incomodam com a queda de pelos”.

Como os executivos mesmos sugerem, este aspirador híbrido é para quem precisa de uma limpeza mais superficial e rápida. Mas a sua eficácia e preço competitivo, quando comparado à concorrência do mercado (o G10 está disponível por R$1999,00 na Amazon, mas pode ser encontrado em valores mais baixos) o colocam em uma posição de liderança, no meu ponto de vista.

Seu design elegante casa bem com ambientes mais minimalistas ou monocromáticos, permitindo que ele faça também parte da decoração. Então, há também este ponto para quem não deixa que qualquer produto entre dentro de casa sem uma avaliação estética prévia.

Mas acredito que o principal ponto, na hora da escolha, deve ser mesmo a funcionalidade: você está em busca de uma mãozinha extra na hora da limpeza de casa? Considere o RoboVac G10. As escovas laterais e a sucção eficiente podem ser seus grandes amigos nesta tarefa.

©











Loading...