Regina Parra aponta violência contra a mulher em suas obras de arte (Foto: Ricardo Bassetti)

 

Como o seu corpo afeta outras pessoas e é afetado pelo corpo delas? Perguntas como estas surgiram na vida e no trabalho de Regina Parra recentemente. “Meu foco é o corpo social da mulher, como um lugar de afirmação e de uma potência possível”, conta. A artista usa linguagens variadas como pintura, instalação, vídeo e performance para se expressar – e vem, ao longo de dez anos, colecionando prêmios, como o recebido na última SP-Arte, que lhe rendeu uma residência artística em Nova York.

+ As casas e cidades brasileiras são feitas para negros?
+ 5 livros escritos por mulheres para entender as cidades
+ 6 Iniciativas que destacam o papel da mulher no design e na arquitetura

Regina Parra aponta violência contra a mulher em suas obras de arte (Foto: Divulgação)

 

Em alta no mundo inteiro, as questões femininas pautam o talk “O feminino nas artes criativas”, de que Regina participa junto a Jochen Volz, Valéria Piccoli, Antonia Pellegrino, Nicole Tomazi e Luiza Dias às 10h do dia 8/11, dentro do Casa Vogue Experience 2018 (que acontece em São Paulo entre 6 e 11 de novembro). Regina traz falas que incomodam. “O corpo é um território de muita opressão. O corpo, especialmente da mulher, acaba guardando essas violências de maneira muito sutil. Quanto mais sutil, mais cruel e mais perigoso isso pode ser”, diz.

+ CLIQUE AQUI PARA COMPRAR INGRESSOS PARA O CASA VOGUE EXPERIENCE

Regina Parra aponta violência contra a mulher em suas obras de arte (Foto: Divulgação)

 

Dá um exemplo, Regina? “A ideia de que a mulher não deve movimentar os quadris ou arquear os ombros de certa forma porque outras pessoas da nossa cultura podem ver isso como um convite, uma abertura para se aproximar ou até mesmo se apropriar” é algo que a preocupa. Sem perceber, a mulher evita certos movimentos, observa a artista. “O nosso corpo vai se disciplinando para nos encaixarmos a uma imposição da sociedade. O corpo vai virando uma carapaça que não deixa nada entrar ou sair”.

Regina Parra aponta violência contra a mulher em suas obras de arte (Foto: Divulgação)

 

Regina Parra aponta violência contra a mulher em suas obras de arte (Foto: Ricardo Bassetti)

 

Quer acessar mais conteúdos da Casa Vogue? Baixe já o aplicativo Globo Mais. Nele você tem acesso a reportagens exclusivas e às edições das melhores publicações do Brasil. Cadastre-se agora e experimente 30 dias grátis.

 

©






 

SUBSCRIBE:  DIY & Craft feed | Home & Garden feed Fashion & Style feed

 

Related Post: