Revista CASA CLAUDIA

Cada qual com sua linguagem e sob a curadoria da marca paulistana Dpto Objeto, elas desenvolveram linhas individuais de objetos e acessórios para a casa. Na Colares, Eva Soban transformou seus conhecimentos têxteis e de tapeçaria em adornos. “As peças são maleáveis e têm diversidade de escala e possibilidades de montagem e uso. Vão bem no décor e no corpo”, explica.

Marca registrada de Evelyn Tannus, as mãos de cerâmica tatuadas agora apresentam tonalidades diferentes. “Os tons multirraciais da miscigenação brasileira foram a inspiração para a Peles”, conta a ceramista. Os desenhos cheios de simbolismos culturais e religiosos se repetem nos vasos e nas figas, itens que complementam a linha. O toque humano também conduziu a artista Ofra Grinfeder, israelense radicada em São Paulo, pelo processo criativo da série Imagens da Terra. Seus pratos de parede estampam personagens fictícios. “As características particulares dos tipos de argila – suas cores e texturas – direcionaram o desenho de cada rosto”, fala.



Elisa Stecca, que também é designer de joias, assina a Solos, composta de esculturas de pequeno e médio porte feitas de pedras naturais. Juntas, apesar de desenvolverem trabalhos bem pessoais, elas celebram o resultado. “Esse encontro revela, ao mesmo tempo, nossos olhares distintos e nossa sensibilidade em comum”, arremata Eva.

Revista CASA CLAUDIA

Obra de Elisa Stecca, a escultura de latão, pedra e espelho vale 7,8 mil reais. Já o prato de parede (apoiado na mesa), de Ofra Grinfeder, custa 3 mil reais.

 

Revista CASA CLAUDIA

Mão cerâmica da coleção Peles, de Evelyn Tannus. A partir de 900 reais. Acima, sobre a mesa, os colares de lã de Eva Soban são vendidos por 465 reais, cada um.

©







You may also like


AnywayAnyday RU UA DE US


Loading...
Rosegal WW