Substituindo a loja anterior da marca, que ocupava a mesma esquina desde 1981, a loja Louis Vuitton Ginza Namiki de sete andares é envolta em uma fachada de água que captura o olhar.

Daici Ano/dezeen

Projetada por Jun Aoki and Associates , esta fachada ondulada perolada foi criada para dar ao edifício uma aparência moderna e refletir a localização de Ginza perto da Baía de Tóquio. “A aparência altamente moderna do edifício interpreta os reflexos da água como um fenômeno material”, disse a marca.

Daici Ano/dezeen

“Poético, mas divertido; cintilante e rítmico. Outrora uma península que se estendia na baía de Tóquio, essa evocação da água é expressa em superfícies suaves e ondulantes – desde a fachada de vidro que transmite a mudança de cor até as escadas e acessórios.”

Daici Ano/dezeen

A fachada foi construída com duas camadas de vidro que se curvam e ondulam como água, que foi coberta com uma película dicróica para criar uma coloração perolada. Uma abertura clara no canto do andar térreo exibe as coleções mais recentes e permite vislumbres dos interiores inspirados na natureza e cheios de arte do estúdio Peter Marino, com sede em Nova York.

Daici Ano/dezeen

“A fachada de Jun Aoki é ao mesmo tempo monolítica e imbuída de fluidez – sua representação de um ‘pilar de água’”, disse Louis Vuitton. “Ao nível da rua, o edifício reflete o dinamismo de Ginza; mais acima, as torres vizinhas tornam-se aparições onduladas, enquanto uma paisagem do céu se espalha pelo vidro, marcando a passagem de cada dia.”

Daici Ano/dezeen

Os quatro andares inferiores da loja são dedicados ao varejo. Pedra clara cobre o piso do térreo com painéis curvos nos tetos para adicionar um efeito tridimensional. Ao longo dos espaços de varejo, paredes texturizadas, superfícies curvas e uma paleta de materiais de madeira e vidro preenchem o espaço adicionando leveza ao interior e reforçando o tema natural.

Os andares de varejo são conectados por uma escada central construída em carvalho escultural e vidro que serpenteia pela loja ao redor por águas-vivas suspensas com detalhes em monograma.

Daici Ano/dezeen

Uma escada secundária na parte de trás da loja emprega uma paleta de materiais semelhante e é emoldurada por uma parede de quatro andares que reinterpreta uma pintura da artista japonesa Kimiko Fujimura e reflete a estética orgânica do edifício.

Móveis de Pierre Paulin foram adicionados para injetar matizes ácidas no interior tonal, rosas e laranjas brilhantes podem ser encontradas em todos os pisos femininos, enquanto vermelhos, azuis e amarelos suaves preenchem os masculinos.

Daici Ano/dezeen

A loja também inclui um espaço permanente para mostrar as novidades, bem como uma área VIP no sexto andar e o Le Café V no último andar do edifício.

*Via Dezeen

©











Loading...