Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Em tempos de #fiqueemcasa, conhecemos o cantinho dos fotógrafos Marcos Florentino e Kelvin Yule por videoconferência.O sobrado de 119 m², um verdadeiro refúgio cercado por prédios em uma rua sem saída, situa-se no bairro Campo Belo, zona Sul de São Paulo. “É tudo um grande experimento para mim porque, pela primeira vez, moro em uma casa de dois andares”, diz Marcos, natural de Lagoa Grande, um vilarejo no município de Massapê do Piauí. “Pode soar banal, mas lá não existiam construções assim e eu sonhava com isso. Queria uma escada para descer pelas manhãs”, revela ele, que está na capital paulista há nove anos. Com essa imagem em mente, junto com o companheiro, Kelvin, começou a vasculhar sites de imóveis. Encontrou o objeto de desejo e conseguiu contato direto com o proprietário. Negócio fechado!

 

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Há um ano e meio eles vivem no espaço que tanto idealizaram, e é fácil entender o motivo da escolha. Tudo o que é original ali casou com as vontades e demandas deles, principalmente a presença do verde: o generoso quintal se contrapõe ao excesso de concreto da metrópole. Uma árvore plantada na década de 1960 pela moradora mais antiga permanece no jardim, a saudar a longa história da residência. Esse match obteve o reconhecimento até mesmo do proprietário do imóvel, que se empolga com o décor montado pelos inquilinos, conforme eles contam.

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Rodeado por prédios em uma rua semsaída, o sobrado repleto de verde é um respiro em meio ao excesso de concreto da metrópole
 
Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Com sede de criar ambientes tão inspiradores quanto seus ensaios fotográficos, os parceiros de trabalho e de vida logo tiraram o carpete que cobria a escada. Surgiram, assim, os degraus de tom esverdeado, que os impulsionaram a aplicar verde-menta no living. “Nós assumimos a maior parte da pintura e eu construí alguns elementos, como as portas do armário do quintal e um móvel para a sala”, fala Marcos. Um antigo sofá, todo reformado e revestido de um vivo tecido laranja, dá o toque final na área social.

 

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Transmitimos para a casa a imagética e os valores que construímos em nossa estética fotográfica
Marcos
Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Colorido, aliás, não falta em nenhuma parte. No quarto, predomina o azul, que acolhe, enquanto a cozinha se acende como mix de amarelo e rosé. Permeando essas nuances todas destacam-se peças decorativas, mobiliário e objetos vintage selecionados a dedo. “Tento olhar para as coisas pensando em como vão ficar no final, sem julgar o estado atual”, pondera Marcos. “Uma vez, encontrei um berimbau quebrado em um bazar. Ninguém dava bola para ele. Eu procurava algo para compor na sala e sabia o potencial daquele instrumento”, lembra, ressaltando que nada foi adquirido em lojas luxuosas.

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Itens artesanais também integram o décor, como o tecido colombiano, hoje emoldurado, trazido da primeira viagem do casal. Ou o pequeno vaso moldado por Marcos com argila de uma ilha na Amazônia, durante uma estadia a trabalho. “Passei por todas as fases de gosto pessoal. A cada novo destino e momento de vida, mudo a percepção sobre a casa. Atualmente, ando mais prático e simples – e a decoração reflete isso”, diz. “Tudo aqui é um apanhado feito ao longo de muito tempo em bazares, em busca de objetos que falam sobre nós”, conta.

 

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

Por dentro da colorida casa da dupla de fotógrafos Mar+Vin (Foto: MAR+VIN)

 

©











Loading...