Pintura orgânica: conheça a tendência  que transforma as paredes dos lares! (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Cores e formatos livres se encontram na pintura orgânica. Este estilo moderno e descontraído de ilustrar as paredes está viralizando nas redes sociais desde o início da quarentena. Com infinitas possibilidades de combinações, as formas fluidas conseguem transformar a atmosfera do lar e podem tornar um cômodo mais aconchegante, alegre ou até servir para delimitar os espaços.

 

A nova relação com o lar estabelecida durante o isolamento foi justamente um dos fatores que fez com que as pessoas buscassem pequenas modificações em casa. Por ser uma opção versátil e que consegue se adequar a qualquer cômodo, as pinturas orgânicas se mostraram uma excelente opção.

Para a artista plástica e arquiteta Marcella Riani a demanda por estas pinturas dentro de casa aumentou durante a pandemia. A profissional, que ilustra telas, paredes e muros, relatou que a busca por este tipo de arte ocorria antes principalmente por parte de empresas e escritórios corporativos. “O meu público mudou um pouco depois da quarentena e começou a ser mais o público final. Agora eu tenho muito mais pessoas procurando murais dentro de casa e quadros”, explicou a artista.

Se você gosta da ideia e pretende aderir à tendência das paredes com pinturas orgânicas, é importante entender como funciona o processo de criação da arte, para evitar surpresas e obter um resultado incrível. Por conta disso, reunimos dicas e informações que você precisa saber antes de colocar a mão na massa. Mas lembre-se: contratar um profissional adequado é sempre uma opção melhor, já que ele possui experiência e técnicas que vão te ajudar a chegar ao visual que você planeja!

1. Pensar no desenho

Pintura orgânica: conheça a tendência  que transforma as paredes dos lares! (Foto: Marcella Riani)

 

Por permitir uma infinidade de resultados por meio das combinações das formas, é importante pensar bem antes de decidir qual é o desenho que você terá em sua parede. Neste momento, é interessante apostar em um rascunho com os desenhos para que você possa visualizar como ficará o resultado. A quantidade e o tamanho dos formatos pode ser pensado a partir do tamanho do espaço que você pretende ilustrar.

No caso do processo criativo de Riani, a artista explicou que utiliza recortes e formas geométricas para criar uma composição que depois será aplicada à parede. Em seguida, com base nos pedidos dos clientes, a profissional cria esboços para realizar o trabalho. Além disso, outra estratégia utilizada pela arquiteta é observar a paisagem e tentar reproduzi-lá por meio das formas recortadas. “É uma brincadeira de montar uma composição em cima destes recortes, retalhos e destas formas que surgem ao acaso”, comentou a artista.

2. Composição das cores

Segundo Riani, a escolha das cores é uma das partes principais do processo, já que são elas que atraem a atenção de quem passa pelo cômodo ilustrado. “Às vezes você faz um desenho, acha legal, mas quando troca as cores o resultado fica completamente diferente”, comentou a artista. Para ela, as cores terciárias são as mais utilizadas na hora de realizar as pinturas orgânicas. O azul marinho, o verde e os tons terrosos são os mais usados por ela, junto ao cinza e aos tons pastel. Dessa forma, as cores mais escuras e chamativas se destacam em meio às nuances claras e neutras para criar um efeito visual interessante.

Entretanto, você também pode apostar em outras estratégias para definir as cores que irá utilizar. Apostar em cores que conversem com a mobília ou com as outras paredes da casa, por exemplo, pode ser uma alternativa. Além disso, a composição também pode variar conforme o efeito que você pretende criar no ambiente. Assim, se o objetivo é tornar o espaço mais aconchegante, os tons pastéis podem ser uma boa opção. Por outro lado, se o intuito é trazer um clima alegre, apostar nas cores primárias pode funcionar bem.

3. Local

Pintura geométrica na parede: ideias para mudar a decoração já (Foto: Divulgação)

 

No hall de entrada, na parede da sala de estar, no quarto ou até no escritório: as pinturas orgânicas caem bem em qualquer local da casa. De acordo com a artista, não há um cômodo mais aconselhado para aplicar este tipo de arte, basta apenas escolher qual parede você pretende destacar em um espaço e começar a pensar no formato do desenho. Uma opção interessante é aplicar a pintura para demarcar os espaços, como separar um canto para home office ou para posicionar a cama, por exemplo. 

 

4. Tinta

Outro ponto fundamental para conseguir um bom resultado, é escolher as tintas corretas. Para isso, é necessário conhecer quais são os tipos de tinta disponíveis no mercado e entender qual funciona melhor conforme as características da parede que será pintada. Se você pretende pretende pintar uma superfície que fica na área interna da casa, por exemplo, as tintas tipo standard podem ser a opção ideal. Além disso, é fundamental preparar a parede antes de começar o processo. No link, confira um passo a passo completo sobre como não errar na hora de pintar paredes!

©











Loading...