Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019

Entre os dias 14 e 25 de maio, acontece a 72ª edição do aclamado Festival de Cannes, que este ano homenageia a diretora e mãe da Nouvelle Vague, Agnès Varda. Na competição principal, 21 filmes concorrem à Palma de Ouro, entre eles Bacurau, do brasileiro Kleber Mendonça Filho. Além dele, nomes de peso como Quentin Tarantino – que já desistiu do Oscar há tempos -, Pedro Almodóvar e Xavier Dolan formam o trio com maior expectativa, lançando os longas (na ordem): Era uma vez em Hollywood, Dolor y Gloria e Matthias et Maxime. No júri, presidido por Alejandro González Iñarritu, Maimouna N’ Diaye, Elle Fanning, Kelly Reichardt e Alice Rohrwacher dividem a bancada com outros quatro homens, Enki Bilal, Yorgos Lanthimos, Robin Campillo e Pawel Pawlikowski. Porém, na competição oficial, dos 21 filmes, apenas quatro são dirigidos por mulheres. Lembrando que Cannes premiou apenas duas diretoras nesses 72 anos com a Palma de Ouro de Melhor Direção: Sofia Coppola, em 2017, por O Estranho que Nós Amamos; e a russa Yuliya Solntseva, em 1961, por A Epopéia dos Anos de Fogo. Abaixo, confira mais detalhes sobre as obras das diretoras no Festival de Cannes 2019:

 

Antlantique
Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Na costa Atlântica de Dakar, um empreendimento futurista de luxo está prestes a inaugurar. A jovem Ada se apaixona por Souleiman, um dos pedreiros da construção, mas não pode dar continuidade ao romance, porque já está comprometida com outro homem. Em uma noite, Soulemain e outros companheiros de trabalho fogem pelo mar em busca de uma vida com oportunidades melhores. Alguns dias depois, o casamento de Ada é arruinado pelo fogo e uma misteriosa doença se espalha pelos moradores locais. Antlantique é escrito e dirigido pela atriz francesa Mati Diop, que estreia com seu primeiro longa-metragem em Cannes – ela assina a direção de quatro curtas-metragens e um documentário.

Little Joe
Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Little Joe, escrito e dirigido pela austríaca Jessica Hausner – lançada na edição de 2001 de Cannes com Lovely Rita -, é uma ficção científica protagonizada por uma mãe solo. Alice é cientista e trabalha em uma empresa de desenvolvimento de espécies de plantas, focada não só na aparência delas, mas também nas suas capacidades terapêuticas. A protagonista consegue, então, criar uma espécie capaz de trazer felicidade para o seu dono. Escondido da empresa, Alice leva uma delas para casa e presenteia seu filho adolescente, Joe. Apelidada de ‘little Joe’, a planta se revela muito mais problemática do que a cientista poderia imaginar.

Portrait de la jeune fille en feu 
Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Em segredo, Marianne precisa pintar um retrato da noiva Héloïse, jovem mulher que acabara de sair de um convento para casar. O drama Portrait de la jeune fille en feu se passa na França de 1770 e foi escrito e dirigido pela francesa Céline Sciamma – é dela o aclamado filme Tomboy (2011).

Sibyl
Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Com um casting de peso, Sibyl fala sobre a terapeuta que dá nome ao filme que resolve voltar a praticar uma paixão antiga: escrever. Após a chegada de uma nova paciente, a tentação de extrair dali fonte de inspiração para seu novo livro se torna uma obsessão a ponto de Sibyl violar os códigos de conduta da análise e reviver algumas tensões de um passado até então esquecido. Gaspard Ulliel e Adele Exarchopoulos compõem o elenco.

Mulheres no cinema: as diretoras no Festival de Cannes 2019 (Foto: Divulgação )

 

Quer acessar mais conteúdos da Casa Vogue? Baixe já o aplicativo Globo Mais. Nele você tem acesso a reportagens exclusivas e às edições das melhores publicações do Brasil. Cadastre-se agora e experimente 30 dias grátis.

 

©