Revista CASA CLAUDIA

Trabalhar em casa é o sonho de muita gente, especialmente na correria de São Paulo. Por isso, quando percebeu que poderia viver e montar seu estúdio neste charmoso sobrado dos anos 1950, Leo Faria aproveitou a chance.

A coleção de câmeras revela que o morador curte fotografa e garimpo de objetos. “Adoro comprar em feiras
de antiguidades e, quando viajo, sempre trago várias lembranças”, conta.Revista CASA CLAUDIA

“Assim não tenho de me deslocar o tempo inteiro. Dá para fazer tudo aqui mesmo”, diz o fotógrafo, especializado em moda.

Leo (de preto) em ação no estúdio. O piso de resina vinílica branca forma um fundo infinito para as sessões de fotos.Revista CASA CLAUDIA

O espaço dos cliques, na verdade, funciona como um curinga: quando não está sendo usado, vira uma espécie de galeria integrada ao hall de entrada e à cozinha.

À esquerda, as paredes ao redor da escada exibem fotografas assinadas pelo morador e outras obras, como cabeças de animais feitas de papel. À direita, antiguidades, fotos e pôsteres decoram o hall.Revista CASA CLAUDIA

A proposta desse térreo generoso e multiúso, bem-vindo nos encontros com amigos e também nos compromissos profissionais, foi pensada pelo arquiteto Fernando Consoni, que sabe o quanto Leo curte receber.

À esquerda, esta abertura, por onde passa a mesa, integra a cozinha ao estúdio. “Pensei numa solução criativa para manter a parede, que tem função estrutural”, diz o arquiteto. À direita, a cozinha, com vista para o jardim, segue o estilo contemporâneo do restante da casa.Revista CASA CLAUDIA

Motivos para aparecer no pedaço, há de sobra: fiel à sua alma mineira, o morador tem sempre à mão delícias típicas para acompanhar o cafezinho da tarde. “O pão de queijo e o bolo de milho são um sucesso”, garante.



À esquerda, o estúdio/galeria tem banco da Prototype. À direita, Leo na escada que leva ao andar superior.Revista CASA CLAUDIA

Além de derrubar paredes, a obra, concluída três anos atrás, serviu também para renovar acabamentos e atualizar o cenário, deixando-o na medida para receber (obviamente) muitas fotos, mais objetos de decoração e antiguidades, que Leo ama comprar em feirinhas e trazer de viagens e passeios.

CASA CLAUDIA

©