Você quer ter um jardim, mas não tem grandes espaços? Crie jardins em vasos!

Pode ser que seu quintal tenha sido concretado e o canteiro que havia na frente da casa agora é uma garagem. Pode ser que você viva em um apartamento sem varanda ou sacada.

Pois é, os espaços diminuíram e os canteiros foram eliminados para facilitar ou diminuir os trabalhos. Mas você está sentindo falta de se conectar com a natureza da qual você é parte integrante. O que fazer?

Você pode aproveitar até os pequenos espaços por menores que sejam.

jardins em vasos - pequenos espaços
Foto de Lina Kivaka de Pexels

Aqui notamos uma casa sem recuo, ou seja, com fachada junto a calçada, mas não faltou a pequena jardineira e umas plantinhas.

casa amarela com pequeno jardim e jardineira
Foto de Thgusstavo Santana no Pexels

Esta antiga casa tem um pequeno recuo para jardim e uma pequena jardineira..

Esses dois exemplos mostram a necessidade que temos de ter plantas a nossa volta. Mas, por onde começar?

Que tal criar seu jardim em vasos? Se você se animou, siga as 4 dicas especiais:

Jardins em Vasos

Escolha do ambiente

Como é o ambiente onde você pretende colocar os vasos? Qual o estilo arquitetônico? Isso pode definir um estilo para os seus vasos que combine com o estilo da casa.

Trata-se de uma fachada ou varanda ensolarada e com ventos? É um ambiente interno e sombreado? Sem observar o ambiente e pesquisar as plantas que viverão bem nele você vai errar. Pegue um papel e vai anotando tudo sobre o ambiente escolhido. Observe-o em vários horários e veja por quantas horas há realmente Sol direto.

quintal com sombra e sol
Foto: LoftKorman – Korman Arquitetos

Observe que neste quintal há áreas sombreadas e outras ensolaradas. Você pode encontrar, mesmo em um ambiente pequenos, áreas que recebem muito mais Sol ou vento que outras. Por isso observe para escolher as espécies corretas para cada situação. Assim pode-se criar jardins em vasos sem medo de errar.

Escolha das espécies

As espécies devem ser escolhidas com base no ambiente, como vimos acima. O ambiente é de sol, de sombra ou de meia sombra? É um ambiente com muito vento ou com pouco vento? As plantas escolhidas estão no clima apropriado? Esses fatores fazem toda a diferença e é fácil levantar, seja com o vendedor ou pesquisando na internet, o ambiente que cada planta que escolher precisa.

Outra dica: Ao fazer a composição dos vasos não misture plantas que gostam de umidade com plantas que não gostam de umidade. Exemplo: o Lírio da Paz gosta de sombra e água enquanto a Zamioculca gosta de sombra e de solo seco. Portanto, mantenha as plantas organizadas também pelo fator irrigação, principalmente se misturar espécies diferentes no mesmo canteiro ou vaso.

Cactos e Suculentas no quintal
Cactos e suculentas que necessitam de sol pleno devidamente agrupados. Foto: CasaTresChic
jardim com plantas de sol pleno
Plantas de Sol pleno no quintal super ensolarado – Foto: espaciosinfiinitos
plantas de sombra embaixo da escada
Plantas de sombra tem, em geral belas folhas. E se são largas, não gostam de vento.

Agora que você tem o ambiente e as plantas, vamos ver os vasos!

Escolha dos vasos

Existe uma infinidade de materiais, formas, cores, tamanhos e preços; reciclados e reaproveitados. Será que vale tudo?

vaso sanitário no jardim
Dado este exemplo, certamente que não!!! Foto de Deeana Creates no Pexels

Com certeza precisam estar de acordo com suas possibilidades porque em termos de preço, o céu é o limite! Mas é importante ter bom gosto, bom senso, harmonia e organização. Acima de tudo os vasos precisam ser apropriados para as espécies escolhidas.  Observe a foto abaixo: o vaso é desproporcional em relação a planta e isso desvaloriza a composição e afeta o desenvolvimento dela!

Sala com planta em vaso muito pequeno
Foto de Andrea Davis no Pexels

Produtos com excelente custo-benefício são os vasos de polietileno – um material plástico resistente a impactos – flexíveis, leves e que podem ficar expostos ao tempo. A flexibilidade do material permite uma infinidade de formas, cores e texturas.

Arranjos de vasos
Projeto: Marcia Nassrallah

Existem vasos cerâmicos e cimentícios, que tem um custo baixo, mas possuem o inconveniente de serem muito pesados e necessitarem impermeabilização.

vaso cerâmico
Projeto: Marcia Nassrallah
Horta em vasos cerâmicos sendo montada com vasos e bacias
Horta em vasos cerâmicos sendo montada com vasos e bacias. Projeto: Marcia Nassrallah
Vasos meia lua feitos com fibra de coco
Projeto: Marcia Nassrallah

Com custo mais elevado estão os vietnamitas, os de fibra de vidro e os vasos com acabamentos e pinturas especiais. Veja aqui mais sobre vasos para jardim.

vaso vietnamita
Fonte: organne.com.br

E finalmente, a última e extremamente importante dica:

Criação das Composições de vasos

Uma dica é formar trios ou composições ímpares pois este tipo de composição cria mais atrativo, desperta o olhar, especialmente se foram usadas plantas diferentes. Minha dica especial é: experimente desenhar suas ideias com os modelos escolhidos.

estudos em projetos paisagísticos
Estudos em projetos paisagísticos por Marcia Nassrallah

 

Estudo projeto paisagístico
Estudo projeto paisagístico com cores por Marcia Nassrallah

De qualquer modo há situações em que a simetria e a repetição ficam bem interessantes ou são necessárias – o estilo arquitetônico ditará a melhor decisão.

Projeto jardim em vasos no espaço pequeno
Projeto: Marcia Nassrallah

Que tal? Gostou das 4 dicas? Agora ficou mais fácil planejar jardins em vasos, não é mesmo?

Quer saber mais? Mande sua pergunta aqui e siga nossas redes sociais.

@jardinagem_faz_bem

@marcia_nassrallah_ambientes

www.studiomsdesign.com.br

©











Loading...