Você conhece o complexo das ilhas Chatham? O remoto arquipélago no Oceano Pacífico faz parte da Nova Zelândia e se tornou uma grande atração para os neozelandeses nos últimos tempos, tornando-se o lugar com maior fluxo turístico do mundo atualmente.

 

 

 

A pandemia de Covid-19 praticamente dizimou a indústria de viagens. Hotéis, restaurantes e companhias aéreas reduziram drasticamente os custos para tentar sobreviver à crise. No entanto, o caso das Chatham é bastante diferente.

Uma vez que as fronteiras internacionais mantiveram-se fechadas, o órgão de turismo da Nova Zelândia, país tem que a pandemia supercontrolada, teve que mudar o marketing e incentivar viagens domésticas. A tática transformou as Chathams em um prato cheio para a indústria de viagens nacional.

Chatham albatross, Thalassarche eremita, courting pair, Vulnerable species, Chatham Island, New Zealand. (Photo by: Auscape/Universal Images Group via Getty Images) (Foto: Universal Images Group via Getty)

 

“Chatham Islands são parte da Nova Zelândia e portanto está fechada para turistas estrangeiros. Como os residentes e cidadãos ao saírem do país precisam ficar isolados por duas semanas na volta, o turismo interno cresceu muito”, afirma Ana Cristina Turnbull, cônsul honorária do Consulado da Nova Zelândia no Brasil.

Em um ano comum, o local – cujas duas ilhas principais são a ilha Chatham e a ilha Pitt – recebe cerca de 2 mil turistas, em contraste aos quase 700 moradores fixos que vivem ali. Mas este ano a demanda turística bateu recordes. 

NEW ZEALAND - DECEMBER 30:  Mt Hakepa on the eastern side of Pitt Island,part of the Chatham Island group which will be the first place in the world to witness the first sunrise of the new millenium .  (Photo by Phil Walter/Getty Images) (Foto: Getty Images)

 

A estimativa é de que há apenas 150 camas disponíveis nas ilhas, incluindo hotéis, pousadas, pensões e residências locais que estão listadas em sites como o Airbnb. A maioria das propriedades são privadas e é proibido acampar por lá. E a grande surpresa: todas as acomodações estão reservadas até junho de 2021. 

Os preços das acomodações podem ser altos, mas quando você chega lá, a belíssima paisagem vale a pena. Uma gama fascinante de terrenos, incluindo colunas de basalto e cones vulcânicos fazem parte do cenário, que também abriga alguns dos pássaros mais raros do mundo e uma grande colônia de focas.

 

De certa forma, o aumento no turismo é uma grande vantagem para o arquipélago, onde a maioria das pessoas trabalha com agricultura ou pesca e não existem escolas secundárias. Há uma necessidade no crescimento da economia da região para que os jovens ilhéus possam realmente ter um futuro onde residem. As empresas de turismo doam $ 25 por viajante aos Cathams, que usam o dinheiro para pagar projetos que beneficiam os habitantes locais.

©











Loading...