reprodução/dezeen

A prefeita de Paris revelou no último domingo planos para transformar a famosa avenida Champs-Élysées em um espaço público somente para pedestres. Segundo ela, o lugar vai se transformar em um jardim extraordinário até 2030. 

Para isso, o estúdio francês PCA-Stream criou um projeto que prevê o fechamento de metade da avenida de oito faixas ao tráfego e introduzindo áreas verdes. O objetivo é melhorar a qualidade do ar na região e em 1,9 quilômetros de extensão, além, de torná-la um espaço público mais sustentável e desejável.

reprodução/dezeen

Conectando o Arco do Triunfo com a Place de la Concorde, a Champs-Élysées é a avenida mais famosa de Paris. Foi planejada por André Le Nôtre, em 1667, como uma extensão dos jardins do Palácio das Tulherias. Atualmente, é uma das ruas comerciais mais famosas do mundo.

Apesar disso, nos últimos anos, o lugar foi invadido por turismo e carros. De acordo com o estúdio PCA-Stream, 3 mil veículos, em média, passam pela avenida a cada hora, resultando em níveis de dióxido de nitrogênio que são o dobro do limite estabelecido pela Organização Mundial de Saúde. Isso fez com que muitos moradores deixassem de visitar a área e gerou campanhas pedindo seu redesenho.

reprodução/dezeen

Além de restringir o tráfego na avenida, a proposta do PCA-Streams traz a introdução de pavimentação de estradas de baixo ruído, quiosques de alimentação, árvores e espaços de relaxamento e reuniões. A Place de la Concorde também será redesenhada, com suas conexões com o Jardim das Tulherias e os Jardins da Champs‐Élysées restaurados. Ao mesmo tempo que ajuda a reduzir a poluição do ar e a animar a avenida, o estúdio espera que a reforma também incentive os moradores a passar mais tempo na região.

A maior parte da reforma da Champs-Élysées está projetada para ser concluída em 2030, mas o redesenho da Place de la Concorde será concluído antes, a tempo dos Jogos Olímpicos de 2024.

 

©











Loading...