Divulgação

A designer italiana Emma Sicher combinou o desperdício de comida com bactérias e colônias de fungos para criar uma embalagem alimentar descartável, em uma tentativa de desenvolver uma alternativa ao plástico, material muito presente na nossa vida — e também um dos menos sustentáveis.

Leia também: Designer finlandês cria cabana 100% sustentável e renovável

O projeto chamado “From Peel to Peel”, nasceu através da fermentação microbial de celulose, uma cultura simbiótica de bactérias e fungos (também conhecido como scoby), com restos de frutas e vegetais.

Divulgação

Os microrganismos contidos no scoby reagem à frutose e à vitamina ainda naturalmente presentes nos alimentos, para proliferarem e criarem camadas de celulose — uma chave estrutural na células das paredes de plantas, por exemplo. O resultado é um material parecido com gelatina.

Veja também



Divulgação

Depois de descansar por duas ou quatro semanas (dependendo da espessura desejada da folha), eles são secos em temperatura ambiente e viram uma folha. Os alimentos são o diferencial para as cores, e a superfície de secagem o ideal para balancear as texturas.

Divulgação

O resultado são folhas e embalagens delicadas, mas perfeitas para alimentos secos, como frutas secas, macarrão ou açúcar.

©









Agoda WW


Loading...
GearBest WW