Coleção f53, da FlorenseFlorense

A cozinha é, muitas vezes, considerada o coração da casa. Ainda mais quando o layout do imóvel permite que o cômodo seja integrado com a área social. Nesses casos, é fácil uma reunião entre amigos acabar em torno da bancada. Enquanto alguém prepara a refeição, outros petiscam, ajudam e o papo rola solto.

Cozinha móvel dos designers Anna Rosinke e Maciej ChmaraDivulgação

Esses espaços abertos, com ambientes integrados, têm sido cada vez mais comuns. Assim como apartamentos alugados e com metragem mais enxuta. Nesse contexto, as linhas de mobiliário móvel para cozinha aparecem como uma grande solução.

Projeto de estudantes da Universidade de Genebra com direção de Leopold Banchini e Daniel Zamarbide do BUREAUDivulgação

Em 2012, os designers Anna Rosinke e Maciej Chmara ganharam o prêmio NWW Design Awards na Semana de Design de Viena com uma cozinha móvel. Um ano depois, estudantes da Universidade de Genebra também criaram um móvel com o mesmo conceito.

Coleção f53, da FlorenseFlorense

Agora, a brasileira Florense lança na CASACOR SP 2018, a coleção f53, com mobiliário integrado composto por uma bancada gourmet e dois armários com dimensões generosas, inspirados nas antigas adegas usadas para guardar alimentos a granel. O desenho é do estúdio com base em Montevidéu, Uruguai, La Agencia, formado por uma equipe interdisciplinar com profissionais como arquitetos, engenheiros, historiadores, sociólogos, antropólogos, pensadores e comunicadores – grupo que busca que as pessoas vivam melhor e encontrem nos produtos criados elementos que lhes permitam desfrutar mais do dia a dia.



 

CASA CLAUDIA

©