Como utilizar energia limpa em casa (Foto: Getty Images)

 

Ao longo da última década, as maiores potências econômicas do planeta passaram a investir em fontes de energia sustentável. Segundo o Relatório da Situação Global das Renováveis de 2019, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o investimento global em energia verde ultrapassou a casa dos US$ 2,6 trilhões entre 2009 e 2019. Esta mudança é extremamente benéfica ao meio ambiente, visto que estas fontes de energia não emitem gases causadores do efeito estufa e ajudam na preservação do ecossistema. Além disso, este tipo de energia também pode ser bastante econômico no médio prazo. Mas, você sabe como utililizar energia limpa em casa?

 

Além das mudanças estruturais em empresas, indústrias e grandes usinas, muitas pessoas estão adaptando suas casas para fontes de energia sustentável e até apostando em lares autossuficientes, ou seja, que produzem toda a energia que vão precisar. Apesar de ainda não ser tão comum no Brasil, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) permite que a população instale geradores de energia solar em seus lares, por meio da Resolução Normativa nº 482/2012. 

Ademais, diversas empresas já oferecem equipamentos necessários para tornar esta transformação mais simples. Pensando nisso, ouvimos três especialistas e reunimos tudo o que você precisa saber para utilizar energia limpa em casa. Confira!

Quais são as fontes de energia renováveis que podemos utilizar em casa?

A principal fonte de energia sustentável que pode ser utilizada em casa, conforme a regulação da ANEEL, é a energia solar. Este tipo de energia, que aproveita a radiação solar, é 100% limpa e pode ser utilizada de forma parcial ou integral em casa. De acordo com a arquiteta Carina Dal Fabbro, este tipo de produção tem ganhado cada vez mais espaço entre os brasileiros. “Principalmente pela questão ambiental, mas também porque ao longo do tempo se mostra como economia. A princípio, pode ser um investimento alto para casa. No entanto, se paga com o tempo”, explica a arquiteta.

Como utilizar energia limpa em casa (Foto: Getty Images)

 

Além disso, é possível utilizar ainda a energia eólica, que é gerada com a força do vento. No entanto, esta fonte energética é pouco utilizada, pois pode ser instalada somente em regiões que recebem vento suficiente. Além disso, de acordo com o especialista em serviços energéticos da EDP Brasil, Felipe Chelotti, as características de instalação da energia eólica também dificultam o uso desta fonte, que depende de amplos aerogeradores.

O que é necessário para adaptar a casa?

Para utilizar energia solar em casa é necessário separar uma área livre, de preferência no telhado, para instalar os painéis que captam a energia do sol. Segundo a arquiteta, diversas marcas já oferecem os chamados “kits solares”, que incluem painéis solares, cabos conectores, equipamentos de proteção para isolar o sistema de produção de energia e inversores, que convertem a corrente produzida pelo painel em eletricidade.

Como utilizar energia limpa em casa (Foto: Getty Images)

 

De acordo com o diretor de vendas de energia solar distribuída da WEG, Paulo Roberto Krüger, o ideal para ter melhorer resultados na geração de energia é posicionar os painéis solares em telhados voltados para o Norte. “No Brasil, que fica ao Sul da linha do Equador, a melhor geração acontece em telhados orientados para o Norte, seguidos de Leste, Oeste, e por fim, a menor geração acontece em telhados virados para o Sul”, explica ele.

E no caso dos apartamentos?

No Brasil, já é permitido que os edifícios adotem fontes de energia sustentável. De acordo com Chelotti, a ANEEL prevê que os condomínios podem utilizar áreas com boa incidência solar para a instalação de usinas fotovoltaicas. Dessa forma, a energia deve ser utilizada no condomínio e distribuída proporcionalmente para os condôminos, conforme as regras da Resolução Normativa 482/2012.

Complexo de edifícios residenciais é autossuficiente em água e energia, na França (Foto: Valode & Pistre)

 

Quanto custa adaptar o lar para fontes de energia sustentáveis?

Adaptar o lar para fontes de energia sustentáveis exige um investimento inicial, mas que entrega bons retornos ao longo do tempo. De acordo com Del Fabbro, o custo varia conforme o tamanho, a complexidade da intalação e o tipo de uso de cada família. Entretanto, a boa notícia é que existem diversas linhas de crédito para o financiamento da instalação dos painéis fotovoltaicos. Atualmente, diversas companhias já oferecem sistemas de simulação para compreender o valor e o tempo de retorno da instalação, como é o caso da ferramenta de payback solar da WEG.

Assim, de acordo com o especialista de serviços energéticos da EDP, parte das parcelas podem ser pagas com a economia gerada pela instalação da usina. Segundo ele, os retornos econômicos desta mudança surgem entre 4 a 6 anos após a instalação, dependendo da característica do projeto. “Acredita-se também que também que, em épocas de crise, as pessoas buscam bons investimentos, como é o caso da energia solar, para fugir dos riscos do mercado e as altas tarifas”, explica Chelotti.

No dia a dia, os painéis solares também podem ajudar a reduzir o valor da fatura da energia elétrica, no caso de projetos mistos. Segundo Chelotti, a energia excedente é fornecida à rede da empresa distribuidora, gerando créditos que serão abatidos na próxima fatura. Com isso, a energia solar é capaz de abater toda a energia elétrica consumida, restando apenas os custos de disponibilidade ou a tarifa mínima a pagar.

Quais cuidados são necessários?

Para evitar complicações na hora de instalar painéis fotovoltaicos em casa, é importante garantir que a estrutura esteja em boas condições e que tenha reforço estrutural para suportar o peso das placas, segundo o diretor de vendas de energia solar da WEG. Além disso, de acordo com Chelotti, é importante fazer uma simulação com empresas de confiança para entender a viabilidade do projeto e retorno do investimento.

Pensar de forma sustentável
Décor do dia: concreto e muita luz natural na sala de estar (Foto: Edson Ferreira/Divulgação)

 

Ter uma fonte de energia limpa em casa é um importante passo para ter uma vida mais sustentável. Entretanto, outros cuidados também são importantes. De acordo com Krüger, é importante utilizar produtos com a certificação A do INMETRO, que consomem menos energia, além de investir em lâmpadas de LED e projetos que priorizam a iluminação natural. Além disso, há ainda aplicativos para gestão de energia residencial que podem ajudar no controle dos gastos com energia em casa.

 

Outra dica importante para criar um sistema mais sustentável dentro do lar é reaproveitar água da chuva também, indica a arquiteta. Quer mais ideias? No link, confira outras 61 atitudes sustentáveis para transformar a casa.

©











Loading...