Canudos plásticos estão proibidos na cidade de São Paulo



Canudos retirados da praia.Casa.com.br

Se você acompanha o Casa.com.br já sabe que adoramos falar sobre sustentabilidade e sobre o problema do plástico nos oceanos, em especial. Nesta terça-feira (25), o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas, aprovou a lei que proíbe a comercialização de canudos plásticos na cidade.

Casa.com.br

O projeto de lei, de autoria do vereador Reginaldo Tripoli, do Partido Verde, define a proibição do fornecimento dos canudos plásticos em estabelecimentos comerciais – como bares, hotéis, lanchonetes, restaurantes, eventos musicais e outros –, e indica que eles sejam substituídos por canudos de papel reciclável, em material comestível ou biodegradável. Os comerciantes que descumprirem a lei receberão uma advertência em primeira instância e na segunda atuação estará sujeito a uma multa de mil reais. Caso a lei não seja cumprida, o valor da multa dobrará a cada atuação. Algumas cidades brasileiras já adotaram a proibição dos canudos plásticos.

Canudos de papelCasa.com.br

Segundo o prefeito, a partir de hoje, a prefeitura terá 180 dias para regulamentar a proibição do material. Tal regulamentação deverá definir quais serão as exceções a lei (como a de pessoas com deficiência que precisam do objeto para alimentação) e a fiscalização será feita. Há pouco menos de um mês escrevemos sobre a problemática da proibição em âmbito nacional e como essa lei poderia afetar algumas pessoas.

Em coletiva de imprensa o prefeito afirmou que parte da fiscalização partirá do próprio consumidor: “Acima de tudo, o maior fiscal é o próprio povo. A partir do momento que o povo deixa de usar e de pedir, as práticas mudam”. Covas ainda ressaltou que diversos estabelecimentos já deixaram de usar o canudo plástico.

Alguns dos tipos de canudos reutilizáveis.Casa.com.br

O canudinho se tornou um dos principais vilões para o meio ambiente após a viralização de um vídeo de uma tartaruga marinha com o objeto preso no nariz. A partir de agora vale ficar ainda mais atento ao plástico de uso único: adianta parar de usar o canudo e continuar usando copinhos descartáveis? Adianta vender um canudo reutilizável em um plástico que será descartado? Essa história toda de sustentabilidade é mesmo uma preocupação com o meio ambiente ou puro marketing?

©