Carla Juaçaba (Foto: Divulgação)

 

Sou Fujimoto, Thomas Heatherwick, Sean Godsell, Juergen Mayer H, Anna Heringer, Shigeru Ban, Li Xiaodong e Frida Escobedo. É com uma lista dessa magnitude que a arquiteta brasileira Carla Juaçaba desponta no mundo. A carioca de 42 anos venceu o AR Emerging Architecture Awards 2018 – prêmio que há duas décadas reconhece o talento de jovens profissionais. A frente do Carla Juaçaba Studiio, o escritório foi escolhido, entre 14 finalistas, pelo conjunto da obra: a capela do Pavilhão da Santa Sé na Bienal de Veneza de 2018 e a Casa Santa Teresa, no Rio de Janeiro.

Carla Juaçaba (Foto: Divulgação)

 

Entre o júri, a arquiteta espanhola Ángela García de Paredes Pedrosa e os arquitetos Gurjit Singh Matharoo e Ronald Rietveld. ““Carla Juaçaba propôs algo que me interessa muito e que nunca vi antes. Também significa muito celebrar o trabalho de uma arquiteta mulher – é duro ser mulher no campo da arquitetura”, dise Ângela na 20ª edição do Emerging Architecture, que concederá um prêmio de 10 mil libras em reconhecimento aos projetos da arquiteta brasileira.

Confira a lista completa de finalistas do AR Emerging Architecture Awards 2018:

Carla Juaçaba Studio, Rio de Janeiro, Brasil (vencedora)
Yu Momoeda Architecture Office, Fukuoka, Japão (menção honrosa)
Johansen Skovsted Arkitekter, Copenhagen, Dinamarca (menção honrosa)
Aulets Arquitectes, Palma de Mallorca, Espanha (Prêmio Peter Davey)
Abari, Kathmandu, Nepal
Alejandro Guerrero | Andrea Soto, Zapopan, México
Ampuero Yutronic, Londres, Reino Unido
DOMAT, Hong Kong
OJT, New Orleans, Estados Unidos
Rosmaninho + Azevedo, Porto, Portugal
Studio FH Architects, Kampala, Uganda
Studio Weave, Londres, Reino Unido
T O B Architect, Dublin, Irlanda Titan, Nantes, França

©






 

SUBSCRIBE:  DIY & Craft feed | Home & Garden feed Fashion & Style feed

 

Related Post: