A quarentena fez com que muitos olhassem para dentro de casa com mais carinho e atenção. Afinal, atire a primeira pedra quem não desejou dar uma repaginada na decoração ou nos móveis antigos nos últimos meses. Se reformar ou adquirir peças novas está fora de cogitação, lembre-se que é possível dar vida nova aos ambientes com iniciativas simples, como pintura e boas doses de “faça você mesmo”

 

8 dicas para pintar móveis que você já tem em casa (Foto: Arquivo Pessoal)

 

E já que o assunto é DIY, ninguém melhor do que o criador de conteúdo Matheus Ilt para ajudar nessa missão. Convocamos o apresentador do Arrasta Móveis, na GNT, para revelar truques infalíveis e que fazem toda a diferença na hora de colocar a mão na massa. A seguir, confira 8 dicas para pintar móveis que você já tem em casa:

1. Analise o material da peça

Antes de sair pintando tudo pela frente, verifique como é a peça a ser reformada. “Primeiro de tudo: saiba o material que é feito o seu móvel para comprar a tinta específica para ele”, diz Matheus. “Por exemplo, um móvel de madeira escura exige uma tinta própria para essa madeira, com um fundo preparador que não escureça na superfície”, explica. Com o material da peça identificado, pesquise também qual tinta se adequa melhor a ele. 

2. Desmontar o móvel

Nem todos lembram desse detalhe na hora certa, mas é importante desmontar o móvel antes de iniciar a pintura. “Tire tudo o que for possível desmontar, como portas e gavetas. Nunca pinte essas coisas diretamente na peça, porque muito possivelmente elas acabarão grudando e você nunca mais conseguirá abrir a gaveta novamente”, afirma. 

8 dicas para pintar móveis que você já tem em casa (Foto: Arquivo Pessoal)

 

3. Limpe as superfícies

Depois de retirar as partes possíveis do móvel, faça uma limpeza profunda nas superfícies. “É importante deixar o móvel bem limpo antes de entrar com a tintura. Passe um pano com álcool e desengordurante para tirar todo o acúmulo de gordura e poeira. Qualquer acúmulo de sujeira dificulta a pintura e pode fazer o móvel descascar com mais facilidade”, alerta Matheus. 

4. Corrija as imperfeições

Com a limpeza feita, é hora de corrigir eventuais imperfeições e marcas aparantes da peça. “É exatamente nessa fase que você passa a massa. Existem produtos para madeira que funcionam como uma massa corrida. Eles ajudam na secagem e evitam que a madeira encolha, por exemplo. Nessa mesma fase, avalie se você vai querer trocar os puxadores ou os pés do do móvel, assim não será necessário refazer nenhum processo depois”, recomenda.

5. Prepare o móvel para a pintura

Agora que seu móvel já foi desmontado, higienizado e devidamente corrigido, é o momento de prepará-lo para receber a pintura. “Lixe as superfícies para tirar o brilho. É importante que elas fiquem com uma aparência bem fosca para que a tinta grude na porosidade do móvel”, diz o apresentador. “Depois de lixar, limpe a peça novamente para retirar o pó. Só depois de ter passado um pano com álcool é que a pintura pode ser iniciada.”

8 dicas para pintar móveis que você já tem em casa (Foto: Arquivo Pessoal)

 

6. Iniciando a pintura 

Com todas as etapas até aqui cumpridas, finalmente é hora de aventurar-se com as tintas! Antes de pintar, porém, determine por onde começará a pintura do móvel. “Eu recomendo começar por dentro. Pinte os cantinhos internos, as bordas, o fundo, as laterais e o teto para, por fim, pintar a parte de fora”, sugere Ilt. “Depois passe a primeira demão, espere secar e siga até a terceira demão. Geralmente cores claras em móveis escuros precisam de três a quatro demãos. Já cores escuras em móveis escuros pedem duas ou três”. 

7. Tempo de secagem

Com a pintura finalizada, evite movimentar o móvel logo após o processo. Isso pode danificar a tinta e causar estragos indesejáveis no acabamento. Por isso, ter paciência é a chave. “As tintas mais modernas, mesmo a base de solvente, geralmente secam entre 30 minutos e uma hora entre as demãos. A secagem total leva 24h ou um pouco mais”, alerta. “Também existem as tintas a base d’agua, indicadas para vários tipos de superfícies e com secagem mais rápida. Nesse momento, o importante é prestar atenção nas recomendações da própria lata”.

 

8 dicas para pintar móveis que você já tem em casa (Foto: Arquivo Pessoal)

 

8. Use as ferramentas certas

Por último, mas não menos importante, a dica de ouro é atentar-se para as ferramentas que serão utilizadas. “É importante ficar de olho para não comprar um rolo muito grande ou pequeno, a mesma coisa com o pincel. Use ferramentas específicas para o tamanho da superfície que você tem. Se for um móvel menor, com mais detalhes e área de pintura mais enxuta, um rolo pequeno ou médio pode dar conta. Se for pintar um guarda-roupa ou uma porta, o ideal é um rolo médio ou grande”, diz. “Quando você usa uma ferramenta pequena para uma superfície grande, além de demorar mais tempo, você acaba fazendo vários riscos na pintura.”

©











Loading...