Elle Decor

Quando o assunto é decoração, é claro que cada pessoa tem seus gostos e preferências. E isso deve ser levado em consideração por profissionais da arquitetura quando eles visitam alguma casa. Mesmo assim, ter a noção de quais detalhes todo arquiteto nota ao entrar em uma casa pela primeira vez pode ajudar você a não fazer feio no dia a dia. Confira:

1. O desenho do cômodo

Good Housekeeping

Para o designer Scot Meacham Wood, o olhar do arquiteto sempre foca no que não está funcionando no ambiente, para que ele possa buscar soluções. O desenho dos cômodos, geralmente, é o que mais lhe deixa preocupado. “Se estamos fazendo uma reforma, procuro erros arquitetônicos possíveis de serem consertados, como portas mal alinhadas e uma iluminação precária”, conta ele ao Good Housekeeping.

LEIA MAIS: 7 lições que organizadores profissionais querem que você aprenda

2. A posição do sofá

Good Housekeeping

Já para a designer Sarah Vaile, um dos principais erros cometidos dentro de casa é a posição que o sofá ocupa (ou deveria ocupar) na sala. “Nada me deixa mais louca do que um sofá encostado na parede de uma sala grande”, diz a profissional, que afirma conseguir reconfigurar mentalmente um ambiente em questão de minutos.

3. Onde estão as flores

Good Housekeeping

Pequenas coisas são capazes de fazer grandes diferenças na decoração. Esse é o caso dos vasos de plantas e flores. “Pequenos toques ajudam a transformar uma casa em um lar, como flores na porta de entrada para criar um ambiente mais delicado e organizado”, diz a designer CeCe Barfield Thompson.

4. A organização do sofá

Good Housekeeping

Você deixa o seu sofá literalmente coberto por almofadas? Então certifique-se de eliminar algumas antes de receber um arquiteto. O ideal é deixar o estofado equilibrado de acordo com a peça, e não com apenas dois travesseiros solitários ou muito mais deles.



LEIA MAIS: 4 ambientes, 1 sofá: inspire-se para renovar o décor

5. Como as prateleiras estão organizadas (ou não)

Good Housekeeping

A forma como você organiza as estantes e prateleiras diz muito sobre você e sua casa. Por isso, fique atento para não descuidar da organização no dia a dia. “Livros empilhados em pilha, por exemplo, mostram que ninguém está lendo eles de fato”, explica o designer Frank Bostelmann.

6. Qual cheiro sua casa transmite

Good Housekeeping

Apostar em incensos e velas para perfumar o ambiente pode ser visto como uma tentativa de esconder alguma coisa. “Não há nada pior do que uma fragrância esmagadora assim que você entra em casa. Utilizar muitas velas e aromatizadores fará com que as pessoas se perguntem o que é que você está tentando esconder com eles”, diz CeCe.

7. Se as cortinas tocam o chão

Good Housekeeping

Pode parecer um detalhe bobo, mas que não passa despercebido aos olhos de um profissional. Berry justifica: “Estou sempre bastante consciente das coisas que estão fora de escala, e elas incomodam”.

LEIA MAIS: 9 projetos de cortinas que fazem a diferença

8. A higiene do lavabo

Good Housekeeping

Não há nada pior do que um lavabo sujo. E se ele não estiver abastecido com suprimentos de higiene para as visitas, nem se fale. Um lavabo amigável para as visitas precisa estar equipado com toalhas limpas, sabonetes e, claro, devidamente higienizado.

Revista CASA CLAUDIA

©