6 projetos inteligentes para tiny houses



Integrada
 (Foto:  )

 

 (Foto:  )

 

 (Foto:  )


 

x
x

 (Foto:  )

 

Esse apartamento de 30m2 em São Paulo, reformado por Ricardo Abreu, é para uso esporádico por um casal de Rondônia que mora no interior paulista. A sacada, cuja grande abertura oferece abundante iluminação natural, foi transformada em cozinha e jantar e totalmente integrado ao dormitório / sala. A marcenaria projetada tem cada espaço otimizado e recebe nichos pretos e brancos em tamanhos variados. As paredes foram revestidas com pedras rústicas naturais pretas, normalmente utilizadas em áreas externas, que garantiram aconchego. A pouca variedade de materiais escolhidos permite melhor integração e unidade entre os ambientes.
 

Mobiliário inteligente
 (Foto:  )


 

 (Foto:  )


 

 (Foto:  )


 

O escritório Studiomama usou mobiliário adaptável a distintos usos para deixar essa casa de 13 m2 em Londres confortável para viver, incluindo uma cama, um espaço de trabalho, assentos tipo lounge, cozinha, banheiro, closet, armários e área de refeições. A inspiração veio do design de barcos e trailers. O uso de um material dominante, a madeira compensada, no piso, paredes e teto, garantiu a fluidez e sensação de conforto do espaço. O uso de espelhos de ambos os lados aumenta a sensação de espaço. 
 

Prática e funcional
 (Foto:  )


 

 (Foto:  )


 

 (Foto:  )


 

Esse apartamento em Taiwan tem apenas 17,6 m2 e um pé direito de 3,4 m.  A reforma feita pelo estudio A LIttle Design buscou dar proporções pais práticas para os espaços de viver, dormir e tomar banho, além de aproveitar espaços para estantes e armários, deixando os espaços mais altos para itens menos usados. A porta com espelho faz o banheiro parecer mais espaçoso. As escadas fornecem acesso ao mezanino onde fica a cama e aos armários mais altos e o espaço embaixo dela é aproveitado para armazenamento da geladeira. O sofá pode ser usado para hospedar um convidado e a mesa pode ser usada para trabalho ou refeições. 
 

On the road
 (Foto:  )


 

 (Foto:  )


 

Empreendedor do Vale do Silício usa como seu escritório móvel um trailer dos anos 1960 com projeto de interiores do escritório californiano Edmonds + Lee Architects. Medindo apenas 7,4 m2, teve suas paredes internas curvas pintadas de branco e o piso coberto com madeira de freixo clara. Uma das extremidades é ocupada por charmosos bancos em forma de U revestidos com lã Maharam que envolvem uma mesa Tulipa, de Eero Saarinen. O outro lado contém uma mesa com altura dos pés ajustáveis que pode virar uma cama, acrescentando o colchão guardado em uma gaveta quando não está em uso. Nas laterais, gabinetes com tampo em Corian contém pia, geladeira e espaço para depósito.
O apartamento de 40 m2 está localizado em prédio projetado por Fermín Vázquez e tem projeto de interiores assinado pelo escritório Messa Penna. Os ambientes são integrados e a varanda, com um conjunto de mesas, cumpre o papel de receber. O predomínio de tons neutros e texturas naturais tornam o ambiente aconchegante.
 

Customizável
 (Foto:  )

 

 (Foto:  )


 

A Casa Ojalá, protótipo da arquiteta italiana Beatrice Bonzanigo, tem 27 m2 e 20 possíveis configurações de layout, além da possibilidade de ser estabelicida em qualquer locação, com impacto ambiental mínimo.
Um sistema mecânico manual com cordas, polias e manivelas possibilita o controle das paredes de madeira. Um sistema de coleta e filtragem da água da chuva fornece água para beber e tomar banho e painéis fotovoltaicos a energia.

Aconchegante
 (Foto:  )

 

 (Foto:  )

 


O apartamento de 40 m2 está localizado em prédio projetado por Fermín Vázquez e tem projeto de interiores assinado pelo escritório Messa Penna. Os ambientes são integrados e a varanda, com um conjunto de mesas, cumpre o papel de receber. O predomínio de tons neutros e texturas naturais tornam o ambiente aconchegante.

 

©